ELECTRA NORTE: preocupada com os constantes actos de vandalismo

15/10/2014 07:37 - Modificado em 15/10/2014 07:37
| Comentários fechados em ELECTRA NORTE: preocupada com os constantes actos de vandalismo

electraOs actos de vandalismo praticados em equipamentos eléctricos continuam a preocupar a ELECTRA NORTE que nos últimos dias tem sido confrontada com actos inesperados e pouco habituais. A ELECTRA NORTE continua a alertar para os perigos de morte por electrocussão associados aos actos de vandalismo sobre os equipamentos eléctricos.

 

Neste domingo, dia 12 de Outubro, a ELECTRA foi informada pela Polícia Nacional de S. Nicolau que supostamente alguns indivíduos estavam a praticar actos de vandalismo com fogo posto num troço da linha aérea de Baixa Tensão que alimenta a localidade de Fajã de Baixo, o que provocou o corte de energia eléctrica aos clientes da referida zona, durante algumas horas.

Registaram-se também, de forma sistemática, actos de vandalismo nas instalações de iluminação pública nalgumas zonas do Porto Novo, que têm causado falhas na iluminação pública.

Com os sucessivos actos de vandalismo sobre o equipamento eléctrico, a ELECTRA agiu de imediato para fazer as intervenções necessárias no sentido de repor a normalidade do fornecimento aos clientes afectados na zona de Fajã de Baixo e nalgumas localidades do Porto Novo, principalmente Ribeira da Cruz.

A ELECTRA NORTE continua a alertar contra os perigos de morte por electrocussão associados aos actos de vandalismo sobre os equipamentos eléctricos e roubos de energia eléctrica que provocam prejuízos sociais, com interrupções prolongadas de fornecimento de energia eléctrica aos clientes e implicam custos financeiros imprevistos e avultados para a empresa.

Além da ELECTRA, algumas autoridades competentes estão a trabalhar no sentido de evitar que situações deste tipo se repitam e apelam aos clientes e à população em geral, que caso verifiquem ocorrências de actos de vandalismo ou outros, alertem de imediato a Polícia Nacional e a ELECTRA NORTE (nº 8001133, grátis da rede fixa).

A empresa adianta que lamenta os transtornos provocados aos seus clientes em Fajã de Baixo, na ilha de S. Nicolau e no Porto Novo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.