Patrice Trovoada vence eleições em São Tomé e Príncipe

13/10/2014 08:08 - Modificado em 13/10/2014 08:08
| Comentários fechados em Patrice Trovoada vence eleições em São Tomé e Príncipe

patrice trovoadaO líder do ADI, que saiu do país quando uma moção de censura lhe derrubou o governo em dezembro de 2012, queria que o povo mandasse nas urnas. Mais do que a vitória, Patrice Trovoada conseguiu uma maioria absoluta.

 

“Com estes resultados, assistimos a uma clarificação da situação política nacional através do voto determinante da maioria dos são-tomenses no ADI”, disse Trovoada no arranque do discurso da vitória.

A festa, na sede do ADI, no bairro 5 de Maio, no centro da capital, foi bem mais tímida do que os comícios apoteóticos alimentados pela presença de artistas internacionais e por transportes oferecidos aos participantes.

Os números provisórios indicam que Patrice Trovoada conseguirá entre 30 e 33 mandatos, mais do que os 28 necessários para a maioria absoluta de deputados na Assembleia Nacional.

“Recai sobre os meus ombros uma grande expectativa, uma grande esperança por parte de todos os são-tomenses que depositaram a sua confiança em mim”, reconheceu o futuro primeiro-ministro.

A relação de Patrice com o Presidente da República, Manuel Pinto da Costa não tem sido pacífica nos últimos anos. Agora, os dois vão ser obrigados a entender-se.

“O quadro actual obriga a uma certa coabitação entre os dois e uma partilha ao nível político”, disse Levy Nazaré, secretário-geral do ADI. “Eu acho que vai ter de haver uma convivência sã”, acrescentou.

“Do nosso lado há uma disponibilidade total”, disse Patrice Trovoada. “O presidente do MLSTP, o segundo maior partido, telefonou-me a felicitar. Provavelmente iremo-nos encontrar nos próximos dias e devemos pôr acima de tudo os interesses do povo de São Tomé”, adiantou.

Os interesses abrem a porta a consensos.

“Ainda é um pouco cedo”, preveniu Trovoada. “Eu quero sobretudo que todos os são-tomenses de boa vontade possam participar no processo de construção do nosso país sem exclusão”, rematou o futuro primeiro-ministro.

O MLSTP/PSD – coligação de partidos que lideraram o executivo são-tomense desde dezembro de 2012 – foi a segunda força mais votada. Os números preliminares apontam para que apenas o PCD do Ministro da Agricultura, António Dias, consiga eleger deputados para a Assembleia Nacional.

Participaram nestas eleições 12 partidos. Os perto de 93 mil eleitores são-tomenses escolheram o primeiro-ministro, os líderes autárquicos e o governo regional de Príncipe.

 

cm.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.