Académica do Mindelo “apanha” nove jogadores ao Mindelense para atacar o título

8/10/2014 00:01 - Modificado em 8/10/2014 09:44

academica_mindeloNove  jogadores que na época passada pertenciam ao Mindelense, assinaram pela arqui-rival Académica do Mindelo. Entre eles estão o capitão Nhambu e o guarda-redes Tol, descrito por muitos como um dos melhores guarda-redes de São Vicente. É uma Micá renascida das cinzas que ataca o leão do Mindelo na sua toca deixando claro que os bons velhos tempos em que lutava pelo título estão de volta.

 

Entre os reforços estão presentes ainda jogadores como Nuck, lateral direito, Fretson, Pepa, Balakov.

De acordo com Júlio Wahnon, presidente do clube, ainda estão à espera de outros jogadores para reforçar o clube e que vêm com tudo para atacar o título de campeão.

Com este plantel completamente renovado, com diversas caras novas e maioritariamente “apanhados” no Mindelense, pode-se dizer que a questão financeira, neste momento, não é uma das preocupações do clube que subiu de divisão esta época. Questionado sobre a aparente boa “situação financeira” do clube que andou pela “rua da amargura” e que acabou por cair para a segunda divisão, precisamente devido a “problemas financeiros”, Júlio Wahnon diz que resulta “de vários patrocínios de empresas”. Questionado pelo NN se essa “pujança económica” provém do recebimento das verbas de formação de jogadores como Ryan, o presidente da Micá diz que “ainda não analisamos esse dossier, por isso, não posso falar do assunto”.

 

 “Ataque” ao título

Com a próxima época de futebol à porta, a Académica do Mindelo prepara o regresso em grande ao escalão principal.

Depois de ter estado com enormes problemas, tanto a nível financeiro como desportivo, o que levou à descida de divisão, a direcção do clube mostra-se bastante confiante nesta época.

A preparação para a época de 2014/2015 começou na segunda-feira, num jogo treino, onde estiveram presentes diversas caras novas no plantel principal.

Questionado sobre o início da época, o presidente do clube, Júlio Wahnon, responde de forma confiante e sem rodeios, que este ano a Académica é uma séria candidata ao título de campeão de São Vicente e fazer “boa figura ” no campeonato nacional.

Desportivamente, o clube encontra-se em boas condições, uma vez que foram realizadas diversas contratações ou, no dizer do presidente do clube, “apenas um incentivo”, um apoio aos jogadores para que estes optem pelo clube.

 

 

  1. Eduardo Oliveira

    Essa da Académica levar jogadores do Mindelense é uma constante. Não se esqueçam que a primeira equipa da Micà nasceu com jogadores que roubou ao Castilho: tais Cirilo Gomes, Djê Griguim, Arlindo, Herminio Sena e o irmão, Tetse. Portanto: SEIS !
    A sangria foi a morte futeblistica do Castilho por alguns anos.
    Depois paulatinamente, iam levando os do Mindelense: Kida, Pitcha, Reinaldo, Anterim e tantos outros mais…
    Portanto, calma !!!

  2. CidadaoCV

    Pois é … Para “apanhar” tantos jogadores é preciso “paus”. Saiu um Djak Pot à Académica?

  3. José Maria Nevada

    ” A Micá está há espera”, esta à espera????, “a Académica é uma séria candidata ao título de campeão de São Vicente e aspira à possibilidade do clube estar presente no campeonato nacional”, se ganha o regional não sei como não estar no nacional, inclusive pode ficar no 2º e estar no nacional. Ainda o presidente não analisou o dossier de dinheiro de formação? Deve ser um calhamaço! Cuidado Micá dnher ta cabá!!!!Açiás bsot sabê dritim!!!

  4. Carlos Silva - Ralão

    Desejo sucessos a nova direção e ao novo projeto da AAM. Sou a favor de quem trabalha no desporto, principalmente direção e equipa técnica, de que modalidade que seja, beneficiarem de uma gratificação/salário, de acordo com as condições de cada projeto e/ou clube ou associação desportiva. Mas temos de ter cuidado com os custo/beneficio, será que todo o dinheiro investido no pagamento de jogadores seniores tem retorno? Quanto é que uma equipa recebe de premio se ganhar um regional e um nacional?

  5. Nizim

    A verdade deve ser dita esses jogadores já estavam dispensados pelo Mindelense. Dizer a verdade não custa. Fica mal a um Presidente.

  6. Christian Rocha

    Incentivos é éss?

    côr el é?

    Um pensá kma ess direcção li tava te bem ser uma direcção exemplar, tendo em conta o trabalho realizado ône passôde, mas afinal…..

    Nhas agradecimentos do fundo de coração pe tud kês jogadores e membros de equipa técnica ke sacrificá pe trazé MICÁ pe 1ª divisão

  7. anselmo

    Uma pena, a Académica estar a investir em “velhotes” do futebol, a minguar o Mindelense, a querer ser Mindelense, o que é totalmente impossível. O Presidente Luis Filipe Vieira, que é um exímio empresário, mas mau olheiro do futebol que o diga, da sua aposta inicial em “craques” experimentados, quanta desilusão deu aos adeptos do seu Benfica. Desilusões essas, desportivas e financeiras que viraram glórias, com a contratação do “13º Jogador” – o Magnífico Rui Costa, para Director Desportivo e Administrador! Viram as diferenças de idade média na política de contratações?! Com todo o respeito, a última contratação de “experimentado” – o Con-dor Júlio César de 36 anos mostra que, desportivamente, a estratégia de Rui Costa deve ser seguida por LFV, que ganhará financeiramente. Uma receita para a Micá! Mas, força Mindelense, vais sobreviver a mais esta!!!

  8. José Soares

    Caro Anselmo
    A academica não está a investir em velhotes mas sim em jogadores de qualidade.Agora só que o Mindelense não cumpriu o acordo que tinha com os referidos atletas.A academica é um clube que tem um orçamento e que não vai para além das suas possibilidades.Segundo informações dos vossos socios o Mindelense tem uma divida neste momento para além de cem mil contos.Pergunta o sócio Conceição) Contche.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.