Falso pedinte assalta mulher à saída do supermercado

6/10/2014 07:58 - Modificado em 6/10/2014 07:58

esticao ouroUma mulher de cinquenta e oito anos foi assaltada na manhã de sábado. O larápio levou a bolsa das compras e um fio de ouro.

 

Idalina, uma mulher de cinquenta e oito anos, saía de um  supermercado na zona de Monte Sossego quando foi abordada por um jovem que lhe pedia moedas. Idalina diz que negou o pedido e o larápio aproveitou para lhe puxar o cordão de ouro e uma bolsa com compras que carregava. Tudo aconteceu por volta das onze horas da manhã quando a mulher foi fazer compras.

Idalina diz que o larápio fugiu mas teve a ajuda de pessoas que estavam por perto e que a ajudaram a accionar a Polícia que se dirigiu até ao local para efectuar diligências. A Polícia tentou localizar o meliante, mas até agora sem sucesso.

Para a vitima  “a paz em São Vicente chegou ao fim e temo consequências maiores. Frequentemente oiço pessoas a reclamarem dos assaltos, mas durante o dia as pessoas acreditam estar em maior segurança, mas os cidadãos não estão seguros em nenhum momento”.

Os mindelenses temem pela insegurança que voltou a assolar a ilha. António que prestou assistência à vítima do assalto, acredita que a Polícia tem feito um bom trabalho mas “deveria continuar com as mesma medidas com que tinha iniciado porque, na altura, a onda dos assaltos diminuiu largamente na ilha de São Vicente. Todavia, recentemente, os cidadãos voltam a temer por causa da insegurança”. Aquela imagem da ilha, com um clima animado, cheio de alegria, de festas, mudou: tornou-se num clima de assaltos e de criminalidade”.

  1. Djê Guebara

    Os delincuentes o que necessitam è pau com eles.Recordo que nos tempos coloniais não existia essas coisas no mindelo porque naqueles tempos tinha-mos as policias rigorosas como o senhor Albertino mais conhecido por (Raspa)que sempre dizia. ( Se vos pais não vos duco, eu vos duco com meu manduco.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.