Presidente da ADECO faz queixa da CMSV ao embaixador da UE

3/10/2014 07:23 - Modificado em 3/10/2014 07:23

António-Pedro-Silva-presidente-da-ADECO-300x200O presidente da ADECO manifesta o desagrado perante as autoridades locais e cabo-verdianas, em particular, da Câmara Municipal de São Vicente sobre o pacto de parcerias com a associação.

 

O presidente da ADECO, António Silva manifesta o próprio desagrado perante o pacto de parcerias em relação às autoridades cabo-verdianas durante a visita do embaixador da União Europeia, José Manuel Teixeira, à sede da associação.

António Silva afirmou a este online que está “insatisfeito com o desempenho das autoridades cabo-verdianas e também com o comportamento do cidadão cabo-verdiano em geral porque menos de 1% da população cabo-verdiana está a contribuir para a Associação de Defesa dos Consumidores, mas todos os cabo-verdianos estão a beneficiar da acção da ADECO. As autoridades não estão a cumprir a lei, mesmo as que estão na constituição da República”.

O presidente da Associação de Defesa dos Consumidores disse ainda que poderiam ter várias parceiras mas, no entanto, “a própria Câmara Municipal de São Vicente faz-se adversária da ADECO. E a associação existe graças à Câmara Municipal na década de noventa. Mas como é possível com a actual Câmara Municipal, praticamente, as relações desapareceram?”

Para além disso, acrescentou que “neste momento, para obtermos uma resposta da Câmara Municipal de que estávamos à esperamos há cerca de dois anos foi necessário fazer uma carta que dizia o seguinte: agradecia a resposta no prazo de 10 dias caso contrário agiremos em conformidade”.

Durante o encontro, o embaixador da UE, José Manuel Teixeira, apelou também para as autoridades locais que são parceiras do projecto Sociedade Civil na defesa efectiva dos Consumidores “para respeitarem as suas obrigações atempadamente com parceiros da sociedade civil porque, às vezes, nota-se que há uma participação na fase de pedir os financiamentos dos concursos mas na fase de respeitarem as obrigações, nem sempre elas acontecem como seria desejável e é importante que as autoridades locais desempenhem os seus papéis.”

A visita do embaixador da União Europeia à sede da ADECO realizou-se no âmbito do acompanhamento da implementação do projecto Sociedade Civil na Defesa Efectiva dos Consumidores. O encontro teve como objectivo o conhecimento do local do projecto, os principais resultados atingidos e previstos, os sucessos e os desafios de implementação do projecto e o nível de participação e de apropriação dos parceiros e beneficiários.

  1. João Polícia

    Para quando uma assembleia geral da ADECO???? Para quando a constituição de uma assembleia consultiva para que possa emitir verdadeiros pareceres em nome da ADECO em vez do APS estar a emitir a sua opinião que muitas vezes não reflectem a posição dos outros sócios? Para quando novas eleições da gerência da ADECO? Ou o presidente da comissão executiva da ADECO é um emprego vitalício?

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.