CMSV quer frear o consumo de álcool: proibição da entrada de grogue não certificado em discussão

30/09/2014 07:26 - Modificado em 30/09/2014 07:26

alcoolismoO NN sabe que a CMSV tem vindo a analisar um série de medidas visando frear o consumo de álcool na ilha de São Vicente. Entre estas medidas consta uma proposta que visa proibir a entrada em São Vicente de grogue não certificado. Isto porque consideram que “ o maior problema referente ao alcoolismo na ilha tem a ver com a péssima qualidade do grogue que é vendido em São Vicente“.

 

Esta proposta é considerada radical por uns, pois acarreta o risco de voltarmos ao contrabando de grogue dos anos 50 e 60 quando, também, para combater os graves problemas de alcoolismo foi proibida a venda de grogue de Santo Antão em São Vicente. O Presidente da CMSV questionado por este online sobre está medida diz apenas que” A CMSV está a estudar várias medidas “ por isso ainda não se pode pronunciar. De toda a forma o debate está lançado: proibir a venda de grogue adulterado vai ajudar a resolver o problema do consumo de álcool na ilha?

O NN apurou que também está em estudo a proibição da venda de álcool nas mercearias, conhecidas como barciarias, maior fiscalização sobre as vendeiras de balaio que vendem álcool na rua, proibição de publicidade do álcool na cidade, entre outras

 

  1. Faustino M. Furtado

    E como ficam os patrocinadores de quase todas as actividades desportivas, que, na sua maioria, são produtores de bebidas alcoólicas? Está-se a combater o alcoolismo só com a proibição de grogue não certificado? E como fica o álcool dos grogues certificados, das cervejas, dos whiskies, dos vinhos e toda a gama de bebida alcoólica, que se dizem certificados? Esses podem ser consumidos porque não fazem mal à saúde Pública? Falsa questão nesse tipo de debate: Vejam só: “ o maior problema referente ao alcoolismo na ilha tem a ver com a péssima qualidade do grogue que é vendido em São Vicente“. Palavra do Presidente da Câmara de S. Vicente. Não se deixa transparecer a verdadeira intenção do Sr Presidente da Câmara de S.Vicente? É assim que se faz a luta contra o alcoolismo em S.Vicente, Sr Presidente? Pense melhor no assunto antes de se pronunciar públicamente. Sairá melhor na fotografia.

  2. João D

    Isso é um grito no deserto. Mas valeu a intenção. Como sempre defendi e que já tive oportunidade de expor até junto de alguns governantes é a aposta em medidas preventivas para combater esse flagelo. Proibir o fabrico de grogue de açúcar e medidas destinadas a controlar tal fabrico, assim como medidas punitivas pesadas para os que desobedecessem tais regras e continuassem a fabricar veneno. Como se costuma dizer “cortar o mal pela raiz”.

  3. Jandira

    Proibindo ou não o alcoolismo sera sempre um mal que acarreta os são vicentinos.Quem quiser beber que bebe , não é a publicidade e nem a proibiçãoo ela que diminuirá o consumo do alccol.

  4. Santantonense

    Há uma ostensiva e antipatriótica campanha contra a Ilha de Santo Antão e contra o seu principal produto, o grogue. Se é verdade que há graves problemas do alcoolismo em Cabo Verde, pode não ser tão verdadeiro que o problema seja exclusivamente do grogue de Santo Antão. Que dizer dos vinhos “fiada”, “Malaquias” ou dos uísques de origem duvidosa, com muito provável adulteração química? Sem falar do “merdom”, feito em várias ilhas. Já agora, como é que o Augusto vai controlar a entrada de bebidas?

  5. CidadaoCV

    Pois é … O problema não está somente no péssimo grogue consumido. Sabe-se que em são Vicente, é mais fácil comprar grogue do que pão. Grogue é muito mais barato que pão. Com 10$00 pode-se comprar grogue, a qualquer hora do dia ou da noite, vende-se grogue 24 horas/dia; no entanto com 10$00 não se compra um pão. Quanto a “certificação” é uma falsa questão. 90% do grogue produzido é “falsa”, de açucar, e outras porcarias. O controlo deve começar na produção.

  6. HL

    A pergunta que não quer calar é: Qual Marca de bebida é que esta a patrocinar Os senhores da Câmara, Municipal. ou qual empresa esta na forja para cobrir o mercado com álcool depois de o sr. presidentim proíbir o grogue. ha ha ha . aí tem. essaa medidas ja são conhecidas. alguém do mpd ja tem uma empresa pronta para fornecer acool? como a inspecção dos carros. tem sempre algo por tras

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.