Governo paga salários e privatiza a empresa

25/09/2014 07:48 - Modificado em 25/09/2014 07:48

queijo (2)A Ministra do Desenvolvimento Rural, Eva Ortet afirma que a questão dos salários dos trabalhadores da fábrica de queijo já está a ser equacionada junto do Ministério das Finanças e que já estão a trabalhar para a privatização da empresa.

 

A Ministra do Desenvolvimento Rural, Eva Ortet em entrevista à RCV assegurou que o processo de pagamento dos salários já está em curso. “Neste momento, vamos pagar os salários”.

Eva Ortet diz que vão avançar rapidamente com o processo de privatização para que a fábrica comece a produzir, pois “os criadores, neste momento, estão com dificuldades em escoar o leite para a produção”. Realçou também que a fábrica de queijo já tem uma marca a nível do mercado nacional em termos de charcutaria. A Ministra diz ainda que há trabalhadores que vão poder ser enquadrados de novo como trabalhadores da fábrica de queijo.

A Ministra do Desenvolvimento Rural adianta que os salários já estão a ser processados pelo Ministério das Finanças: “creio que a situação estará resolvida em breve”, acrescentando que antes do final do mês de Outubro o processo de privatização estará resolvido.

É de realçar que os trabalhadores da fábrica de queijo passaram 14 meses sem receberem as remunerações. Com a situação de penúria, os operários levaram o Governo a Tribunal.

 

 

  1. ESCLARECENDO!!!!

    Eu sei onde fica esta fábrica de queijo. Mas existem pessoas que não sabem. Sr jornalista, pelo menos diga que esta fábrica fica na cidade do Porto Novo.

  2. CARLOS

    Há mais de 4 anos que os trabalhadores têm estado a lutar pela viabilização da fábrica, com propostas concretas para a sua privatização. Mas, como em Porto Novo existe uma tal de uma Rosa que é contra investimentos e contra a iniciativa privada, o Governo do PAICV tem estado a adiar a solução, com graves prejuízos para os trabalhadores, para os criadores e para a economia local. Está mais do que provado que as patetices ideológicas da Rosa só têm trazido desgraças e fome para Porto Novo.

  3. Rui Lopes

    Desculpem mas o Estado nao deve se meter nesses negocios. Os empregados basta se sentirem funcionarios deixam de produzir como o fariam como privados. Ha que acabar com esse espirito de esperar tudo do nosso Governo e a proteccao aos camaradinhas.Haja concurso e que sejamos escolhidos por merito! Ser do partido nao e senao uma forte razao para trbalhar e ajudar o Governo a se safar!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.