Ébola: emigração ilegal porta aberta para entrada da doença

18/09/2014 07:32 - Modificado em 18/09/2014 07:32

ebolaA emigração ilegal da costa africana para Cabo Verde é tida como uma das fragilidades para a entrada do Ébola em Cabo Verde. Esta questão foi levantada pela Policia Nacional e debatida na reunião convocada pela CMSV para discutir a situação da ilha da São Vicente em relação ao Ébola.

 

Em conversa com o comandante adjunto da Policia Nacional, Manuel Monteiro, explica que esta possibilidade é real. “ Admite-se a possibilidade de entrada ilegal, que alguém que vem da costa africana tenha contraído o vírus pode entear no país de forma ilegal”, como sugere. Acrescenta que estas viagens podem durar uma semana, dado ao tamanho das embarcações e pela poucas provisões que consegue carregar, e o período de incubação do vírus é de dois há vinte e um dias.

E sugere que seja traçada “uma estratégia de controlo com todos os esforços no sentido de precaver a imigração ilegal”.

Oficialmente, como adianta o comandante adjunto, nos últimos anos não temos registos oficiais de emigração ilegal. Mas adianta que poucos tempos atrás encontrou-se vestígios de entrada ilegal na ilha. Foi encontrado um bote incendiado, mostrando que depois da entrada na ilha a embarcação tratou-se da eliminação das provas.

Admite que uma das estratégias poderia ser uma vigília “quase” constante a volta da ilha para que não possa acontecer casos do tipo. Mas revela também que uma das medidas poderia ser uma política virada para a inserção social. “Se temos que receber emigrantes, temos que criar condições para os receber, como fazem com os nossos que estão no mundo inteiro”, como diz Manuel Monteiro.

A Policia Nacional tem sido mencionada constantemente nas estratégias ao Ébola. E como classifica Monteiro diz que são os “front office”, logo têm o primeiro contacto com as pessoas que chegam ao país. No que tange ao Ébola sente que há um espírito positivo entre as diversas autoridades do país “com todos na sua esfera de responsabilidade a trabalhar em conjunto para evitar a entra do Ébola em Cabo Verde”.

 

  1. Noticia seria saber o “como” dessa “emigração ilegal”. O que a polícia faz se não pode controlar entradas…mas nn não se esforça.

  2. kelly

    Oh meu deus , eu espero que esse virus nao esta em cabo verde , isso nao pode ser verdade , maltas bzot tma cuidode pa ne sao sv te cabode na nada @_@. Bzot preveni pa

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.