Autoridades mindelenses passam à acção no combate ao Ébola

17/09/2014 07:26 - Modificado em 17/09/2014 07:26

Depois de uma primeira reunião convocada pela CMSV para analisar a situação do Ébola em São Vicente, a edilidade tornou a convocar nova reunião mas, desta vez, para delinear estratégias. E acções concretas já começaram a ser tomadas de forma a preparar os agentes, principalmente os sanitários e os bombeiros, na ocorrência de algum caso.

 

A ASA já tem marcada uma simulação para saber o nível de resposta que terá na eventualidade de identificação de algum caso. Os portos seguirão pelo mesmo exemplo e terão uma simulação com o mesmo objectivo, mas ainda sem data.

O problema levantado na reunião era a questão do transporte em caso de ocorrência de casos. Ficou decidido, segundo a Delegacia de Saúde, que será feito pelos bombeiros. Estes já participaram nalgumas acções de formação para saberem como se desembaraçarem numa situação onde existe um doente ou a necessidade de transportar um cadáver para o cemitério. É que tudo tem os seus próprios procedimentos.

 

  1. RTP

    Dr. Augusto está preocupado com a doença porque ela ainda não chegou aqui, espero que não chegue e que as populações acometidas noutros países tenham a sua saúde recuperada, porque no dia em que as pessoas precisarem do Dr ele estará bem longe. Ele que passou quase dois meses em festival e férias, agora surge como um profeta, em vez de agendar audiências que deve a população. Vá enganar as pessoas noutra freguesia Gust!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.