Boavista: Alunos vão para a escola sem declaração de vaga

17/09/2014 07:12 - Modificado em 17/09/2014 07:12

quadro-escolarNas escolas básicas da Boavista têm chegado todos os dias crianças de outras ilhas para se matricularem. O problema é que estas crianças chegam sem qualquer declaração de vaga e, por isso, a delegada local do MED apela aos pais e encarregados de educação para não levarem as crianças para a escola sem a documentação de vaga. Para a delegada, é urgente a construção de uma nova escola primária na cidade de Sal Rei.

 

Na ilha da Boavista o início do ano lectivo nas escolas básicas está a ser caracterizado pela chegada de crianças nas escolas para se matricularem, mas sem declaração de vaga.

Em declarações à RCV, a delegada local do Ministério da Educação e Desporto, Élida Mosso afirma que este ano está muito complicado fazer a gestão e integrar os alunos do ensino básico, principalmente no terceiro e no quinto anos. “Nós temos constatado esta situação: as crianças chegam com as mochilas nas costas, mas não sabemos como acolhê-las, tendo em conta que saíram das suas ilhas sem terem um documento de vaga”.

Este problema foi constatado também no pólo número dois de Rabil, onde as salas estão cheias e todos os dias chegam mais crianças para serem matriculadas. De acordo com a rádio pública, nos últimos anos o número de alunos no básico tem crescido muito. Por isso, para a delegada do Ministério da Educação e Desporto da Boavista, Élida Mosso é urgente a construção de, pelo menos, uma nova escola primária. “A nível de número e de estatísticas, também estamos a crescer. Tendo em conta a chegada de alunos na ilha, é preciso uma nova escola, principalmente na cidade de Sal Rei”.

Para que as crianças sejam matriculadas em qualquer escola do país, é preciso que tenham uma declaração de vaga. Mesmo sabendo disso, muitos pais e encarregados de educação da Boavista levam os filhos para as escolas, por isso, a delegada local do MED pede para apresentarem a declaração de vaga.

  1. elida mosso 2

    Não é Declaração de vaga mas a transferência efetiva do aluno.. este não pode abandonar o seu Concelho sem a confirmação de vaga e não levar a declaração mas a transferência
    sabe porquê Srª Delegada pq no concelho de origem vai constar como sendo abandono escolar e não o é…..

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.