Britânico David Haines, decapitado pelo Estado Islâmico

15/09/2014 00:27 - Modificado em 15/09/2014 00:27
| Comentários fechados em Britânico David Haines, decapitado pelo Estado Islâmico

estado islamicoA organização não-governamental (ONG) francesa Acted, para a qual trabalhava o britânico David Haines, decapitado pelo Estado Islâmico, anunciou este domingo que vai apresentar na segunda-feira, em Paris, uma queixa-crime por homicídio e rapto.

 

Em declarações à imprensa, o cofundador da organização humanitária, Frédéric Roussel, disse que é necessário que os culpados “sejam um dia julgados”, apesar de admitir que a queixa possa parecer simbólica, dada a situação que se vive no terreno.

Frédéric Roussel adiantou que a Acted se propõe a lutar pelo reconhecimento da decapitação de trabalhadores humanitários ou de jornalistas como “crime contra a Humanidade”.

A ONG, cujos vários membros já foram raptados ou assassinados em diferentes cenários de intervenção, manifestou-se este domingo, em comunicado, “profundamente abalada e horrorizada” pelo “assassínio odioso” de David Haines, cujo vídeo da decapitação foi divulgado no sábado pelo grupo extremista jihadista.

 

cm.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.