Professores acham o tempo de formação insuficiente

12/09/2014 00:36 - Modificado em 12/09/2014 00:36

professorOs professores das escolas contempladas com o projecto experimental da disciplina de Introdução ao Empreendedorismo e Inovação têm apenas 48 horas de formação para adquirirem conhecimentos para ensinarem os alunos do 2º ciclo e do 12º ano do Ensino Secundário.

 

A formação dirigida aos professores sobre o projecto do ensino da disciplina de Introdução ao Empreendedorismo e Inovação numa fase experimental vai ser leccionada durante 3 anos aos alunos do 2º ciclo e do 12º ano do Ensino Secundário. A formação tem uma duração de 48 horas para os professores e vai ser ensinada numa carga horária de 60 horas durante o ano lectivo, de acordo com a Directora Nacional de Educação, Samira Borges.

António Fildalgo, um dos professores em formação da Escola Secundária Jorge Barbosa, em entrevista ao NN afirma: “gostaria que essa formação fosse dirigida aos professores no fim do ano lectivo anterior para terem algumas certezas em vez de algumas dúvidas. Mas espero que o Governo crie outros momentos de socialização e outras formações, aspectos e conteúdos porque, realmente, o número de horas é insuficiente”. Mas o professor considera que o ensino do empreendedorismo nas escolas “será uma mais-valia para os alunos e constitui uma das soluções para combater o desemprego no seio dos jovens”.

Embora os professores contactados pelo NN considerem que a formação tem um número de carga horária insuficiente, Samira Borges, Directora Nacional da Educação, afirmou a este online que “durante o ano lectivo vão ser ministradas várias acções de formação, assim como partilhas e trocas de experiência, palestras e várias actividades que serão realizadas nesse sentido”. Em relação ao atraso no começo da formação, Samira Borges, esclarece “tendo em conta o término do ano lectivo e as programações feitas, já não foi possível começar a formação antes porque foi no mês de Abril que começámos com alguns ateliês e tínhamos de fazer toda a logística, preparar programas, guias e manuais e, por isso, anteriormente não conseguimos iniciar a formação”.

Estas formações de capacitação de professores para o ensino da disciplina de Introdução ao Empreendedorismo e Inovação são uma cooperação entre o Ministério da Educação e Desporto e a assistência técnica da UNIDO (Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial) com o objectivo geral de capacitar os professores por meio de procedimentos teóricos e práticos para o ensino do empreendedorismo.

Esta mesma formação já foi feita na cidade da Praia e agora é a vez da Cidade do Mindelo, em que as duas escolas contempladas são a Escola Secundária Jorge Barbosa e a Escola Industrial e Comercial do Mindelo. Elas foram escolhidas, conforme a Directora Nacional da Educação, devido ao número de formação que uma escola já tem e ainda pela questão da via técnica da outra escola.

  1. fatima Barbosa

    Minha gente ateñção Samira Borges não é Diretora NAcional, é tecnica . A Margarida Santos “Gaga” é a Diretora Nacional de Educação

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.