Juiz coloca em prisão preventiva suspeitos de sequestro e tortura

17/07/2012 08:56 - Modificado em 17/07/2012 08:56

O Tribunal da Comarca de São Vicente colocou em prisão preventiva cinco indivíduos acusados da prática dos crimes de sequestro e tortura. Porém o outro suspeito envolvido no processo ficou sob TIR. Perante o juiz os cinco suspeitos negaram a prática dos crimes.

Na passada sexta-feira o Primeiro Juízo Crime realizou o primeiro interrogatório de cinco indivíduos acusados da prática dos crimes de sequestro e tortura. Depois de ser feito o primeiro interrogatório, o juiz ordenou que os cinco arguidos ficassem em prisão preventiva aguardando o desenrolar do processo.

O NN sabe que perante o juiz os cinco arguidos negaram a prática dos crimes que são acusados. Porém o segundo Juízo Crime da Comarca de São Vicente realizou hoje o primeiro interrogatório de mais um suspeito envolvido no processo.

O sexto arguido ouvido pelo segundo juízo crime, é um taxista, que ficou sob termo de identidade e residência. O NN sabe que perante o juiz o taxista alegou que apenas fez um frete aos cinco arguidos e recebeu o seu dinheiro pelo frete. Pois que em nenhum momento se apercebeu que se tratava de um sequestro.

O sequestro

O sequestro aconteceu na passada quinta-feira, quando a PN recebeu uma chamada anónima fazendo a denúncia do sequestro, averiguaram o caso e constataram os factos. A PN prendeu os cinco indivíduos e apresentou-os ao Tribunal de São Vicente.

Quanto a vítima o NN apurou que foi espancado pelos cinco indivíduos com pontapés, catanadas, pauladas e submetido a ameaças de morte. O motivo que esteve na origem dos factos  ainda não foi apurado.

De realçar que os cinco indivíduos são acusados da pratica de um crime de sequestro previsto e punido pelos termos do artigo 138º com pena de seis meses a três anos de prisão efectiva. Também são acusados da prática de um crime de tortura previsto e punido pelos termos do artigo 162º de dois a seis anos de prisão efectiva   

  1. Mindelense

    Isto é uma palhaçada, como é possível crimes do tipo terem penas de 6 meses a 3 anos??? Isto é uma vergonha para um país que se diz sério, ah certo, esqueci-me que estamos numa república de bananas onde os bandidos são protegidos pelas leis, com o apoio dos juizes e advogados, é a tal promiscuidade na justiça, ISTO É UMA VERGONHAAAAAAAAA

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.