Fonte Francês: Outrora uma zona de fontes e de grandes jogadores

1/09/2014 08:22 - Modificado em 1/09/2014 08:22

COOKIE2A zona de Fonte Francês é uma zona onde foram construídas várias fontes, tendo sido a primeira feita por um cidadão francês, daí o nome da zona. Uma zona onde nasceram grandes jogadores das equipas do Mindelo.

 

A zona foi baptizada como Fonte Francês devido a uma fonte construída por um francês na área onde se encontra a actual estrada principal que passa pelo complexo Fantastique. Posteriormente, muitas outras fontes foram construídas.

Manuel Sotero Fortes, conhecido por Manel Mé, reside na zona de Fonte Francês desde 1962, há sessenta e dois anos, e diz que na altura que veio morar para a zona já havia outras pessoas. Havia ainda poucas casas construídas e afastadas umas das outras e conta um pouco da história de quando veio morar na zona de Fonte Francês.

Segundo Manel Mé, a zona tinha várias terras, horto de cultivo, motivo que levou o francês a construir a primeira fonte para distribuir a água às extensas áreas de cultivo.

Depois de muito tempo, foram construídas várias fontes para abastecerem as terras que foram passando de mão em mão porque eram vendidas. Uma boa parte pertencia ao senhor Chico Almeida. A zona ficou baptizada por Fonte Francês, por terem sido construídas muitas fontes, tendo sido a primeira construída por um cidadão francês.

Manel Mé abriu uma mercearia, que ainda existe, na época que veio morar na zona de Fonte Francês, mas hoje, o negócio está muito fraco. Diz que na altura a zona era muito sossegada, não havia violência, os vizinhos respeitavam-se, as crianças obedeciam aos mais velhos, o negócio corria muito bem. O mesmo considera que Fonte Francês foi uma zona de poucas festas, mas muito agradável e dava prazer dizer que se morava nesta zona.

António Santos ou Tóni, veio morar para Fonte Francês um pouco antes da independência. Relembra muitas histórias que fizeram parte da sua infância e juventude em Fonte Francês. Conta a história de uma brincadeira de “motinha de pau” uma mota construída à mão com madeira e rodas de rolamento, uma invenção de Calú d´ Mélia.

Alugava as motas às crianças e ensinava a andar de bicicleta. Muitas crianças da zona aprenderam a andar de bicicleta através das “motinhas de pau, feitas com rodas de rolamento”. Desta zona nasceram dois grupos de Carnaval, já extintos, tendo sido o grupo de Fonte Francês criado por Tchim e o grupo de Séris por Manelim. Grandes jogadores como Manê Djodge, Djosinha d´Saia, Aguinaldo, Todja, Reinaldo e vários outros fizeram parte das grandes equipas do Académica, Sporting, Castilho, Derbi, Falcões, Ribeira Bote.

  1. Raséc

    Grande Fonte Francês, zona sabe e pacífico!!!

  2. Djê Guebara

    Equeçeram o nome de dois irmãos tambèm jogadores do Derby e Amarante. O primeiro se chamava Martel que mais tarde eu lhe Batizei como Bilu, o outro irmão se chamava Tchori¢o eram filhos de Nha Delmira, la no Fonte Frances Bilu foi estivador junto comigo la no JAPA, que belas recordações dos tempos que já la vão.

  3. Roberto

    Esta estória pode ser um mote para os atuais jovens de fonte françês, que estão se deixando levar pelas drogas, continuarem a boa reputação da zona. Uma comunidade muita ativa que organizava torneios de futebol, que tinha uma Boa equipa de fralda – o desportivo, que organizava concursos de voz, dança, de misses, muito teatro, que organizava grandes bailes pelas maltas cloks, música show, música stars, sem esquecer a tradição do carnaval que já conquistou um 2 lugar no desfile oficial.

  4. Maria Silva

    O Sr. chama-se Manuel Omé e não Mé. Fonte Francês foi uma zona de muitos talentos no campo do futebol, como aqui já se escreveu, não se esquecendo também, entre outros, jogadores como o Duca do Mindelense e do John Mudo do Amarante e lembrar que o John Mudo foi a 1ª pessoa que trouxe para Cabo Verde a 1ª e a 2ª Medalhas de Ouro no desporto e ainda a 1ª Medalha de Bronze nas corridas em Lomé, Togo e Senegal. Não esquecer os grandes Comícios e Saraus realizados, poesia declamada e a figura do Tchi.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.