Ébola: Ministra da Saúde diz que “é necessário mantermo-nos atentos”

27/08/2014 00:01 - Modificado em 26/08/2014 23:30

cristinafontes3A Ministra da Saúde, Cristina Fontes, embarcou para Acra, Gana, para participar na Assembleia extraordinária dos Ministros da Saúde com a situação da epidemia do Ébola em agenda. A aposta da ministra é a de “de fazer tudo o que deve ser feito para defender o país e prevenir para que a epidemia não chegue” ao país. Nesta reunião, espera contribuir para uma acção mais articulada e eficiente para combater a epidemia, tendo também em conta as dificuldades na contenção da epidemia.

Cabo Verde adoptou medidas preventivas para impedir que a epidemia chegue às ilhas. Mas Fontes reconhece que apenas o plano de contingência não chega e fala da necessidade de continuarem vigilantes e da prontidão. “Estamos a testar permanentemente e a aperfeiçoar os mecanismos já adoptados e estamos a avançar com simulações, supervisões e, o tempo, pode levar ao relaxamento”.

E a ministra enfatiza a necessidade de se manterem atentos e com a ajuda da população. Como cita, uma das dificuldades para conter a epidemia tem sido a falta de cooperação das populações.

 

  1. Médico

    Espero que a situação verificada por altura da Dengue (descaso institucional e ineficiência) não se repita, pois, o Ebola não é Dengue. E lembrem-se que os vossos familiares também podem contrairr o virus do Ébola, e para piorar, os vossos expedientes não servirão de nada, pois, não existe cura. Nesta situação, o povo está tão vulnerável quanto a classe política e amigos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.