Pais e encarregados de educação preocupam-se com a falta de manuais escolares

27/08/2014 00:15 - Modificado em 26/08/2014 23:27

Manuais EscolaresFaltam três semanas para o início do ano lectivo 2014/15 e ainda não se encontra disponível nenhum manual escolar nas livrarias do Mindelo. Os pais e os encarregados de educação já estão preocupados porque não encontram os manuais nas livrarias.

 

Ana Maria diz que já se deslocou várias vezes às livrarias à procura de livros para o filho que irá estudar a quinta classes e não encontrou nenhum livro. A mesma mostra-se receosa em não conseguir comprar os livros ainda antes do início do ano lectivo que vai iniciar já no próximo dia quinze de Setembro.

Carina Mendonça diz que as livrarias não têm nenhuma previsão para a chegada dos livros sendo este um dos motivos da sua indignação.

Jorge Gonçalves adianta que o filho irá estudar a primeira classe e está ansioso por saber o que trazem os novos livros. O mesmo adianta que esteve em todas as livrarias e não encontrou nenhum livro, mas que na livraria HGI, disseram-lhe que o Ministério da Educação só poderá enviar manuais no final do mês de Agosto ou em princípios do mês seguinte.

Contudo, durante o encontro do Conselho Geral do Ministério da Educação e Desporto no Mindelo, a Ministra Fernanda Marques garantiu que não haverá ruptura. No entanto, disse que não garante que os manuais escolares estejam disponíveis na altura do início do ano lectivo que agora inicia, tendo em conta que os manuais escolares passaram a ser produzidos e editados no próprio país.

Cabo Verde passa agora a produzir os seus próprios manuais. A ministra Fernanda Marques considera que a edição dos manuais escolares no país, é um desafio e uma oportunidade de negócio para as tipografias e áreas afins.

“É a primeira vez que estamos a fazer a edição dos manuais em Cabo Verde. Naturalmente, temos desafios que não conhecíamos, mas com alguma coragem e um conjunto de ministérios agregados, nomeadamente o Ministério do Turismo, Indústria e Energia assumimos este grande desafio de produzir a nível nacional os nossos manuais.

  1. João Fortes

    A Sra. Ministra da educação não tem vergonha de dizer que não tem livros no mercado.
    Devia sim era pedir a sua demissão. Todos os anos a mesma coisa, são os alunos a sofrerem. se os seus amigos não conseguem fazer os livros em cabo verde, não serão os alunos a pagarem pela sua incompetência. Demita-se Sra. Ministra. Estamos fartos de pessoas incompetentes no governo e nas instituições e agencias públicas.

  2. Indegnado cu postura

    É sempre assim quando a Ministra é questionada. Fala, fala, não responde as questões colocadas. A culpa é também dos jornalistas fracotes, que não se preparam convenientemente para informar o público.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.