Defesa pede absolvição alegando legitima defesa

13/07/2012 00:18 - Modificado em 13/07/2012 00:49

O primeiro Juízo Crime da Comarca de São Vicente deu continuidade a audiência de julgamento do caso de homicídio onde um enteado ao tentar defender a sua mãe agrediu a garrafada o seu padrasto provocando a morte deste. Nas alegações finais a defesa do arguido pediu absolvição por legítima defesa. Já o MP pediu a condenação do arguido mas que a pena seja suspensa.

 

Ednaldo Cruz voltou a sentar-se na cadeira de réu na sala de audiência do primeiro Juízo Crime. Ednaldo acusado de homicídio simples ouviu as alegações finais re da parte do MP e do seu defensor oficioso.

Nas alegações o defensor do arguido pediu a absolvição do seu constituinte alegando que Ednaldo agiu de tal forma apenas para defender a sua mãe e a sua própria vida. O defensor oficioso alegou legitima defesa por parte do seu constituinte.

Para o defensor de Ednaldo o seu constituinte apenas queria evitar a violência que ele e a sua mãe estavam a sofrer por parte da vítima. Por isso Ednaldo teve aquele comportamento. Pediu ao juiz ainda que levasse em conta que o arguido não tem antecedentes criminais e que é finalista do 12º ano no LLL.

Já o MP entendeu que houve legitima defesa por parte do arguido, porém alegou que o arguido agiu com excesso. Pois segundo o MP o arguido podia perfeitamente atingir a vítima noutra parte do corpo que não a cabeça.

O MP pediu a condenação do arguido e que a pena aplicada seja atenuada e depois suspensa da sua execução. Pois o MP entende que o arguido só teve aquele comportamento para defender a sua mãe e a sua vida.

De realçar que o Tribunal de São Vicente realizou a reconstituição do crime na residência do arguido e ouviram um Médico Cirurgião para esclarecer a causa da morte da vitima.

  1. Cidadao

    este rapaz nao agiu com excesso , mas estamos a brincar? se fosse eu matava-o dez vezes para aprender que maltratar a mae de um homem sobretudo na sua presença é um total desrespeito e desprezo pela pessoa. Fez muito bem. tu és um homem de respeito que so fez aquilo que qualquer pessoa tinha a obrigaçao de fazer, nao leve nenhum peso na consciencia, continua estudando e faz respeitar-te. um abraçao.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.