Estado Islâmico decapita jornalista norte-americano

20/08/2014 01:11 - Modificado em 20/08/2014 01:11
| Comentários fechados em Estado Islâmico decapita jornalista norte-americano

jornalistaUm vídeo posto a circular na Internet em contas ligadas ao Estado Islâmico (EI) mostra um elemento deste grupo extremista a decapitar um homem que se suspeita ser James Foley, o jornalista norte-americano que foi sequestrado na Síria em Novembro de 2012.

 

A informação foi avançada por vários jornalistas em redes sociais como o Twitter. Um dos primeiros foi Zaid Benjamin, que partilhou algumas imagens de um homem ajoelhado, ao lado de um membro do EI, todo vestido de negro.

De acordo com Benjamin, correspondente em Washington da Radio Sawa, e com o site The Wire (do mesmo grupo da revista The Atlantic), o homem é James Foley, um jornalista freelance que estava ao serviço do site norte-americano GlobalPost e da agência AFP quando desapareceu.

No vídeo, intitulado “Uma mensagem para a América (do Estado Islâmico)” – que foi entretanto retirado do YouTube –, o elemento do EI identifica o homem que acabou por ser executado como James Wright Foley, e ameaça matar também um outro jornalista norte-americano, Steve Sotloff, que está desaparecido desde Agosto de 2013.

O motivo, diz o EI, é a intervenção norte-americana no Iraque, ordenada por Barack Obama – os extremistas avisam que a vida do jornalista Steve Sotloff depende agora “da próxima decisão de Obama”.

 

publico.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.