Tsonga também ultrapassa Murray

13/08/2014 09:07 - Modificado em 13/08/2014 09:07
| Comentários fechados em Tsonga também ultrapassa Murray

tsongaUm dia depois de derrotar o número um do ranking, Jo-Wilfred Tsonga continua a causar estragos na Rogers Cup. O tenista francês juntou o nome de Andy Murray ao de Novak Djokovic na lista de vítimas provocadas pelas suas excelentes prestações em Toronto. As sessões de intenso treino físico que realizou na Suíça para preparar o Verão na América do Norte estão já a ter resultados.

 

“No início, tive o encontro na mão mas depois ele recuperou. Fiquei então um pouco em baixo, mas mantive-me focado e tentei ser um pouco mais agressivo”, disse Tsonga (15.º ATP), após vencer o nono do ranking, por 7-6 (7/5), 4-6 e 6-4 em duas horas e 18 minutos.

O francês esteve imperial a servir; no primeiro ponto em que serviu, serviu a 225km/h; no último jogo do encontro, serviu a 237km/h. Nas contas finais, ganhou 83 por cento dos pontos disputados com o primeiro serviço e somou 18 ases, no meio de um total de 42 winners. Segue-se o vencedor do duelo entre o búlgaro Grigor Dimitrov (8.º) e o sul-africano Kevin Anderson (21.º).

Na sessão nocturna, Federer media forças com David Ferrer, mas antes, o melhor canadiano de sempre, Milos Raonic defrontava outro espanhol, Felicano Lopez.

Federer anulou os dois break-points que enfrentou diante do croata Marin Cilic, para ganhar, por 7-6 (7/5), 6-7 (3/7) e 6-4, num encontro que terminou às 23h31. Meia-hora depois, o suíço foi surpreendido na sala dos jogadores com uma bandeja de pequenos bolos e velas para soprar o seu 33.º aniversário.

Cilic, orientado por Goran Ivanisevic, só fraquejou no oitavo jogo do terceiro set, para ceder o único break do encontro, no qual salvou nove dos 10 break-points que enfrentou, incluindo seis match-points quando serviu a 4-5 do set decisivo. “É bom vencer este tipo de encontro, porque também já perdi um punhado deles na minha carreira. Nesta época em especial, perdi alguns equilibrados, nomeadamente na série Indian Wells, Miami, Monte Carlo, Roma e Paris. Por isso, desse ponto de vista, estou muito contente por ter ganho”, frisou Federer.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.