Apanha da areia: vítima ficou soterrada durante uma hora

13/08/2014 08:06 - Modificado em 13/08/2014 08:06
| Comentários fechados em Apanha da areia: vítima ficou soterrada durante uma hora

IMG_4824A actividade de apanha da areia já contabilizou mais uma vítima. Domingos dos Santos, 57 anos, mais conhecido por Carinha, perdeu a vida numa derrocada de areia quando enchia um camião. Esta é a segunda vez que este mesmo camião é apanhado pela areia e, da última, também com vítimas mortais. 

 

Tudo aconteceu quando a vítima estava a encher um camião. E foi denotado que uma parte da areia poderia desabar. Foi sugerido que retirasse a máquina do local por causa do perigo, mas o mesmo deixou para depois, quando terminasse aquela apanha. Com o choque da máquina e o trabalho, a areia acabou por ceder vitimando Carinha. A derrocada soterrou a vítima que apanhou com o taipal do camião quando a areia caiu sobre o camião. Os presentes dizem que não puderam fazer nada e tiveram de fugir para salvarem a própria vida.

Em conversa com o Comandante dos Bombeiros de São Vicente, Jorge Rodrigues, a vítima foi soterrada e levaram mais de uma hora para conseguirem retirá-la debaixo da areia.

É a 14º vítima em acidentes do tipo. E o Comandante garante que se não se fizer nada “vai haver mais vítimas”. “Temos chamado a atenção para se adoptar outra forma para apanhar areia, porque a forma como procedem, está a minar o lugar”, sublinha. A areia é retirada de baixo, fazendo com que o peso fique por cima e pronto para desabar. “E se se continuar a tirar da mesma forma vamos ter mais vítimas e não tenho dúvidas sobre isso”, afirma com convicção o Comandante Rodrigues.

A questão da recolha de areia e das condições de trabalho não é nova. Os apanhadores de areia apontam o dedo contra as autoridades municipais na esperança que possam fazer algo para melhorarem as condições de recolha deste inerte nestes locais. O Comandante apenas reconhece que “há que ter uma pessoa para se responsabilizar por este tipo de trabalho”.

Depois de terem retirado o corpo e o camião debaixo da areia, o trabalho prosseguiu normalmente.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.