Chã de Igreja: Juiz manda mais dois indivíduos para a cadeia acusados de violarem crianças

7/08/2014 07:56 - Modificado em 7/08/2014 07:56
| Comentários fechados em Chã de Igreja: Juiz manda mais dois indivíduos para a cadeia acusados de violarem crianças

cela-prisaoO Tribunal da Comarca da Ribeira Grande aplicou prisão preventiva a dois indivíduos indiciados de abuso sexual de menores na localidade de Chã de Igreja. No total, já são cinco em prisão preventiva e um sob TIR neste processo.

 

O Tribunal procedeu ao interrogatório de dois indivíduos indiciados de violar adolescentes do Ensino Básico na localidade de Chã de Igreja, no interior do concelho da Ribeira Grande. Com a realização de diligências por parte das autoridades e com base nos indícios, o Juízo Crime entendeu que os suspeitos deveriam aguardar o julgamento na prisão. E, nesse sentido, decretou a prisão preventiva como medida de coacção

O Ministério Público emitiu um mandato de prisão para deter mais dois cidadãos que estavam indiciados da prática de um crime de abuso sexual de menor.

Perante os factos apurados nas investigações realizadas pelas autoridades criminais, foram detidos mais dois suspeitos. O Juízo Crime decidiu pela prisão preventiva como medida de coacção porque os indícios recolhidos durante o interrogatório e com base no depoimento dos suspeitos apontaram a prática de um crime de abuso sexual de menor.

Deste modo, o magistrado entendeu que a atitude dos arguidos preenchia os pressupostos da privação da liberdade, por isso, foi aplicado o artigo 290º do Código do Processo Penal e os homens foram encaminhados para a Cadeia Regional da Ponta do Sol.

Quanto ao processo-crime, este foi enviado para o Ministério Público para se apurarem os factos que culminaram na agressão sexual de menores. Terminada a fase de instrução, o MP deduzirá a acusação para que os acusados sejam submetidos a julgamento e, caso forem condenados, incorrem numa pena de prisão entre 4 a 10 anos.

As adolescentes frequentam o Ensino Básico Integrado na localidade de Chã de Igreja e têm entre os 11 e os 14 anos de idade.

Já foram apresentados ao Tribunal seis indivíduos, cinco dos quais ficaram em prisão preventiva e um está sob TIR. Há mais suspeitos neste caso, mas não se sabe ao certo quantos indivíduos estão arrolados ao processo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.