Marcha silenciosa: Familiares e amigos inconformados com o suicídio de Kevin Almeida

4/08/2014 07:44 - Modificado em 4/08/2014 07:47

Amigos e familiares de Kevin Almeida reuniram-se neste domingo numa marcha silenciosa para o cemitério municipal para homenagear o jovem que pôs cobro à própria vida no dia 25 do mês passado. A marcha partiu de Cruz de João Évora em direcção ao cemitério. No local era visível a dor dos presentes pela perda do amigo e familiar da forma como aconteceu. E as perguntas na hora do choro mantêm-se: o que levou o jovem de 18 anos a tomar a decisão de pôr fim à própria vida.

 

Casos de suicídio têm sido notícias desde o início do ano. O primeiro suicídio foi o de um homem na zona de Salamansinha, Ribeirinha, que atou uma corda ao pescoço e amarrou-a a uma árvore, colocando termo à própria vida. Um condutor da padaria Francesa suicidou-se com golpes de faca no corpo e no pescoço na localidade de Pedra Rolada. Na Ribeirinha, zona de Areia Branca, um homem acabou por falecer ao amarrar uma corda numa viga de uma porta, atando-a ao pescoço. Acrescenta-se ainda o caso de Chã D´Alecrim, onde um indivíduo se suicidou com uma arma de fogo. Um recruta suicidou-se saltando de uma rocha no Morro Branco. A esta lista juntam-se mais dois casos de suicídio em São Vicente, incluindo o caso de Kevin Almeida. Estas notícias de casos de suicídio levantaram a questão em São Vicente com especialistas a pedirem mais atenção às pessoas que estão a passar por momentos difíceis. Inclusive foi dito que “toda a ameaça deve ser levada a sério”. Mas, neste caso, não se sabe ainda o motivo que terá levado a tal decisão.

 

 

  1. roxana aguilera

    Pq nao avisaron da marcha na rede ? Eu nao sabia da marcha . Outra vez ,meos PESAMES aos familiares e amigos

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.