Homem vai ao médico e descobre que é uma mulher

29/07/2014 08:37 - Modificado em 29/07/2014 08:37

medicoUm homem ficou abismado depois de ter ido ao médico por causa de dores de estômago e de sangue na urina. Foi lá que ficou a saber que era também uma mulher e que estava menstruada.

 

O indivíduo de 44 anos, com aparência masculina, foi consultado por um médico na província chinesa de Zhejiang, assim como a sua mulher. Foi aí que descobriu então que era também uma mulher, escreve o ‘Daily Mail’. Depois de um exame completo, os médicos descobriram que o homem tinha os órgãos reprodutivos femininos completos, bem como o pénis, o que lhe permitia ter uma vida sexual ativa com a mulher. No entanto, os médicos tiveram dúvidas neste caso, já que verificaram que o órgão genital era diferente dos de outros homens e que este não tinha uma maçã de Adão.

O raio x revelou que o indivíduo tinha também útero e ovários. Os exames foram complementados por um teste de cromossomas feito mais tarde, que revelou que este homem poderá ser geneticamente considerado uma mulher. Esta situação clínica é rara, sendo que os médicos não revelaram se este indivíduo é intersexual ou hermafrodita.


cm.pt

  1. Edwige Bienvenu

    Com uma análise do cariótipo da pessoa presente os cientistas determinam a sequência cromossómica que qualifica de homem ou mulher ou a existência de uma aberração cromossómica. Neste caso onde há a expressão biológica de órgãos reprodutivos da mulher e aparentemente também o pênis, órgão do Homem, a análise do cariótipo vai mostrar o que os cientistas chamam a existência de aberração cromossómica. Ele não é XX feminino ou XY masculino. Estes são casos muito raros de doenças congénitos. As análises devem ser completadas por pesquisa da composição hormonal dominante nesta pessoa. Se não houve uma repressão desde a adolescência, aparentemente não como ele tem uma esposa, os hormônios masculinos devem ser dominantes e ele tem um pênis, o que facilitará a sua determinação de género. Então, ainda devemos esperar para ter todas as informações científicas e depois cirurgia moderna irá complementar o trabalho. E ele vai poder viver feliz.

  2. Edwige Bienvenu

    Com humildade apresento essa reflexão. Com uma análise do cariótipo da pessoa presente os cientistas determinam a sequência cromossómica que qualifica de homem ou mulher ou a existência de uma aberração cromossómica. Neste caso onde há a expressão biológica de órgãos reprodutivos da mulher e aparentemente também o pênis, órgão do Homem, a análise do cariótipo vai mostrar o que os cientistas chamam a existência de aberração cromossómica. Ele não é XX feminino ou XY masculino. Estes são casos muito raros de doenças congénitos. As análises devem ser completadas por pesquisa da composição hormonal dominante nesta pessoa. Se não houve uma repressão desde a adolescência, aparentemente não como ele tem uma esposa, os hormônios masculinos devem ser dominantes e ele tem um pênis, o que facilitará a sua determinação de género. Então, ainda devemos esperar para ter todas as informações científicas e depois cirurgia moderna irá complementar o trabalho. E ele vai poder viver feliz. Obrigada pela atenção

  3. Edwige Bienvenu

    Origada mais uma vez de permitir a comunicação. Essa publicação e o comentário feito demonstra que a comunidade humana sempre fica a trabalhar para encontrarem soluções adequadas para o ser humano. É preciso realmente educar os homens XY, as mulheres XX desde do berço para evitar todas as formas de alienação e de violação dos direitos e deveres humanos fundamentais porque ninguém vem nesse mundo para sofrer. E o homem cromossoma XY tem esse papel nobre e sagrada de ter toda atenção e o controlo

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.