Ofensiva fez mais de mil mortos

28/07/2014 02:28 - Modificado em 28/07/2014 02:28
| Comentários fechados em Ofensiva fez mais de mil mortos

gazaAtaque israelita matou 18 membros da mesma família antes da trégua. Diplomacia multiplica esforços para obter cessar-fogo permanente.

O número de vítimas da ofensiva israelita na Faixa de Gaza disparou para mais de mil mortos, com a descoberta, durante a trégua humanitária ontem observada pelos dois lados, de mais de uma centena de cadáveres sepultados sobre os escombros de edifícios destruídos pelos bombardeamentos das últimas semanas. Segundo fontes médicas palestinianas, só durante as primeiras horas da trégua, que começou às 06h00 da manhã, foram encontrados 85 cadáveres nas localidades de Beit Hanoun, Khan Younis e Shejaia, três dos principais focos da ofensiva. A estes, juntam-se pelo menos mais vinte pessoas mortas nas horas que antecederam a entrada em vigor da trégua humanitária, incluindo 18 membros da mesma família que morreram num ataque contra a sua casa nos arredores de Khan Younis.

Por toda a Faixa de Gaza, milhares de pessoas abandonaram ontem os seus refúgios, aproveitando a trégua de 12 horas para comprar comida e levantar dinheiro. Outros regressaram às suas casas, encontrando apenas um monte de escombros. Reunidos em Paris, os chefes da diplomacia dos EUA, França, Reino Unido, Qatar e Turquia apelaram a uma extensão da trégua, tendo Israel anunciado ao fim da tarde que iria prolongar a suspensão das hostilidades por pelo menos mais quatro horas. O ministro israelita da Defesa, Moshe Yaalon, avisou, no entanto, que o Exército está “preparado para alargar a ofensiva” a qualquer momento. “Aquilo que nós pretendemos é um cessar-fogo permanente, duradouro, que dê resposta à necessidade de segurança de Israel e às necessidades palestinianas no que respeita ao desenvolvimento socioeconómico e livre circulação”, afirmou o MNE francês Laurent Fabius.

cm.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.