Ribeira Grande: Passadeiras invisíveis

28/07/2014 01:40 - Modificado em 28/07/2014 01:40
| Comentários fechados em Ribeira Grande: Passadeiras invisíveis

Passadeira invisivelNa cidade da Ribeira Grande, existem várias passadeiras sem tinta, ou seja, não são visíveis. Peões e condutores acreditam que as passadeiras devem ser pintadas o mais rapidamente possível, para que a passagem  das estradas se faça em segurança. O Presidente da Câmara da Ribeira Grande diz que já constatou esse constrangimento e que já está a trabalhar para  mandar pintar as passadeiras.

Leila Oliveira, que trabalha na povoação, diz que as passadeiras devem ser pintadas e há muitas passadeiras que são perigosas, pois os condutores não as respeitam: “muitos condutores fingem que não vêem essas passadeiras porque não aparecem, mas sabem que existem”. A Câmara Municipal da RG e a DGTR têm de fazer alguma coisa para evitar acidentes.

Sónia Santos afirma que há passadeiras em que tem medo de atravessar, porque os condutores não as respeitam: “os condutores não se importam se existe ou não uma passadeira”. Para ela, se as passadeiras estivessem bem visíveis, os condutores teriam de respeitá-las. Sónia acredita que as autoridades têm de intervir para resolverem a situação.

Célia Lima acredita que a DGTR não se lembra de Santo Antão porque, “há muitas passadeiras a precisarem de serem pintadas, sinais para remodelar e serem colocados e não fazem nada” e, segundo ela, as autoridades não têm a noção das consequências nos lugares mal sinalizados.

O condutor João Lopes diz que já entrou em conflito com algumas pessoas porque as passadeiras eram invisíveis e não sabia que ali existiam passadeiras. “As passadeiras têm de ser bem visíveis”, sublinha.

Segundo o condutor Arlindo Fonseca, “os peões não respeitam as passadeiras quando são bem visíveis, ainda mais quando não se vêem. Por isso, as passadeiras têm de ser pintadas para que todos as possam ver”. Para ele, as autoridades têm de intervir e pintar as passadeiras.

O Presidente da CMRG, Orlando Delgado disse ao NN que tem conhecimento desse constrangimento e que já estão a trabalhar para resolver o problema para o bem de todos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.