Fossa comunitária rebenta e causa mau cheiro

25/07/2014 09:00 - Modificado em 25/07/2014 09:00
| Comentários fechados em Fossa comunitária rebenta e causa mau cheiro

DSCF6348A população do Paul protesta contra o mau cheiro causado pela fossa comunitária perto da praça António Soares. O vereador do urbanismo da Câmara Municipal do Paul diz que estão a tentar solucionar o problema, mas as pessoas têm de fazer um bom uso da fossa comunitária.

 

Para a população, a fossa comunitária é um grande problema para a saúde pública dos paulenses . Leila que mora perto do lugar onde fica a fossa, diz que o cheiro é insuportável e que traz problemas graves para a saúde da população: “o cheiro é um problema que temos vindo a enfrentar todos os dias”. Para Leila, a CMP tem de procurar uma solução o mais rapidamente possível para essa localidade, para que se possam sentar na Praça, principalmente, agora no Verão.

O morador Teixeirinha acredita que a fossa é um problema que afecta a população pois, ao se passar perto da Praça António Soares o cheiro é nauseabundo e pode causar problemas de saúde: “ao passar nesse local, ficamos logo maldispostos, o cheiro é insuportável. Eu passo ali porque não tenho outra solução”.

De acordo com o vereador do urbanismo da Câmara Municipal do Paul, Ivanísio Fernandes, quando tomaram conhecimento do problema, deslocaram uma equipa técnica para fazer um levantamento para tentar solucionar o problema o mais rapidamente possível.

Os trabalhos da fossa comunitária estão orçados em duzentos contos, mas “vamos gastar muito menos. O município não tem o valor no cofre e é um trabalho que não pode esperar mais”, por isso, acabaram por aproveitar pessoas afectas a alguns serviços de modo a diminuir o custo.

O vereador do urbanismo da Câmara Municipal do Paul disse ao NN que o trabalho feito nesse local para eliminar o mau cheiro consiste na correcção de algumas fissuras existentes: “as fossas já têm algum tempo e, às vezes, as pessoas deitam muitos objectos na rede, entupindo alguns canos e a água negra começa a verter nalguns fissuras”.

Ivanísio Fernandes prevê uma semana ou menos para terminarem os trabalhos que, basicamente, consistem na reposição de um muro que quebraram, pois “estava tudo fissurado e tivemos que demolir uma parte e construir de novo”.

O vereador apela às pessoas para que façam um bom uso da fossa comunitária: “se houver algum problema elas serão as mais prejudicadas. O importante é não deitar objectos nos canos e nas sanitas”.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.