Presa por promover “arte vaginal”

21/07/2014 14:10 - Modificado em 21/07/2014 14:10
| Comentários fechados em Presa por promover “arte vaginal”

vaginaUma artista japonesa foi presa por ter feito várias peças de arte com o modelo da própria vagina, incluindo um barco. Acusada de “obscenidade”, foi detida por criar um “crowdfunding” em que distribuía o molde da vagina.

Megumi Igarashi, 42 anos, quis desafiar a cultura da sociedade japonesa e fez impressões em 3D do órgão genital e usou o modelo para construir várias peças de arte.

Carros telecomandados, candeeiros, capas para iPhone e um caiaque, a que chamou “Pussy Boat”, foram alguns dos objetos que a artista construiu com base na imagem da vagina.

Mas o que levou à detenção da artista japonesa foi o envio, em forma de agradecimento, de vários modelos impressos em 3D para as pessoas que doaram dinheiro para a construção do barco. Através de uma ação de crowdfunding, a artista angariou 7300 euros.

A mulher, que enfrenta uma pena de dois anos, já disse que está “indignada” com a detenção e prometeu uma luta judicial contra as acusações de obscenidade.

jn.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.