SILMAC ESCLARECE

18/07/2014 08:00 - Modificado em 18/07/2014 08:00

Silmac1Os vigilantes da SILMAC mostram-se insatisfeitos com a proposta de reestruturação feita pela empresa, pois, segundo os funcionários, tiveram um aumento da carga horária e uma redução do vencimento.

Os vigilantes da SILMAC mostram-se insatisfeitos??? com a proposta de reestruturação feita pela empresa, pois, segundo os funcionários???, tiveram um aumento da carga horária??? e uma redução do vencimento???.

Temos neste título a mistura maldosa de duas situações, ora vejamos:

1. Restruturação de Vigilância Humana em 2011, com base nos n.º 1 e 2 do art. 152° Excepção dos limites máximos dos períodos normais de trabalho, aumento de 12 horas POR SEMANA, em relação ao Regime normal de 44 horas por semana, mediante um aumento de 25% no Salário.

2. E correcção no Sistema Primavera, de acordo com todos os contratos indeterminados assinados com os vigilantes, da separação de remuneração normal, em remuneração base e subsidio de turno, conforme o Código Laboral e exigência dos Sindicatos, ou seja não existe, nem a SILMAC, SA iria cometar tamanha injustiça e ilegalidade, de reduzir os salários.

Pelo que o título é gravíssimo (tendo em conta os esclarecimentos prestados a jornalista) e que o lê fica com a consciência formatada, que a Silmac anda a explorar os vigilantes, não posso, enquanto DG da empresa e nenhum acionista aceitaria tal perceção negativa e prejudicial pelo mercado. E a fonte da jornalística não fez esta confusão, mas sim a própria jornalística que deveríamos fazer uma queixa por esta contra informação.

Segundo os (2) vigilantes entrevistados pelo NN, esta reestruturação que aumentou a carga horária e que entrou em vigor desde 2011 (em teste) para postos de 24 H sem qualquer acordo entre as partes (mentira, todo aquele que aceita, opcionalmente fazer este regime, favorável aos vigilantes), não beneficia os funcionários (beneficia de 25% no salário.

Os vigilantes entrevistados alegam que, no mês de Junho de 2014 (não têm nada a ver com a opção de trabalho suplementar), tiveram uma redução no vencimento de cerca de dois mil escudos????. Os vigilantes do 3º escalão que antes recebiam um valor de 15.700 escudos, no mês de Junho passaram a receber a quantia de 13.743 escudos e para disfarçar???, a empresa adicionou um subsídio de turno no valor de 1.957 escudos. Podes ver que 13.743+1957=15.700, ou seja houve simplesmente a separação do vencimento normal processado pelo ERP RH que em Maio por exemplo, no recibo ficava inscrito 15.700 e em Junho, com a separação técnica e operacional e cumprindo a lei e o contrato, já aparece vencimento base de 13.743$ e subsidio de turno de 1957$

Os mesmos (2 vig. não têm relevância estatística numa amostra de mais de 600 vigilantes) dizem que não foram informados. “Simplesmente disseram-nos que passariam a praticar o novo modelo e que quem não o aceitasse, perderia o posto de trabalho, ou chegaram até mesmo a intimidar os vigilantes que não aceitassem a proposta, que seriam colocados em postos mais difíceis”.- este argumento de colocar entre “” para colar uma má interpretação não é correcta por parte da jornalista. Silmac, SA exige rigor, produtividade, bom desempenho e responsabilidades, agora intimidar/ameaçar não faz parte da nossa génese.
Um dos vigilantes, que respeitamos o pedido de anonimato????, adianta: “embora algumas empresas clientes como a ASA (ASA nunca emitiu nenhuma opinião sobre a proposta, muita atenção!!!) – os próprios vigilantes da ASA, com alguns membros de sindicatos no grupo não aceitaram a opção de trabalho e por ser OPCIONAL não foi implementada no AICE , não aceitaram a proposta porque não lhes favorecia, a maioria dos vigilantes que trabalha para outros clientes não teve outra opção senão aceitar (isto é absurdo, quando estamos a falar de uma opção para auferir um acréscimo de 25% no salário) trabalhar doze horas por dia (errado, os vigilantes trabalham o máximo, por semana, 56 horas, neste regime opcional- ou seja, em traço padrão trabalham de 2ª a 5ª feira, 8 horas por dia (4×8=32 horas) + 12 horas (8 horas normais + 4 horas, na sexta), folga de 36 horas e Domingo, +12 horas (8 horas normais + 4 horas adicionais) e não ter mais tempo para se dedicar à família????”.
Indignados, os vigilantes contam que estiveram várias vezes no Sindicato para tratarem do assunto, mas até agora não obtiveram qualquer resposta.???? Não corresponde a verdade, se apresentei a proposta aos vigilantes e sindicatos de S. Vicente (SICS), em Santiago (SIACSA, SISCAP tem cc), e no Sal ( com a presença do Presidente do Sicotur, Sr. Mário Correia)

Contacto pelo NN, o director da SILMAC, SA, em São Vicente, Yazalde Fortes, refuta a acusação??? (refuta a (contra) informação dizendo que houve uma reestruturação da vigilância humana em 2011, mas de acordo mútuo e opcional (que quiser fazer, hoje existe pedidos de vigilantes que querem praticar este sistema inovador na empresa), tanto é que, foi instalado um inquérito aos vigilantes (ver o anexo) no sentido de saber a quantidade de vigilantes que aderiam ao novo sistema de postos de 24H, embora uma minoria não tenha aceite.

Quanto à alteração da carga horária no regime opcional de trabalho, mediante pagamento de 25% adicional de salário (não se pode generalizar a carga horaria) , é uma opção dos próprios vigilantes. Em relação a separação do vencimento em remuneração base + subsidio, o mesmo esclarece que não houve qualquer redução nos salários, mas sim a separação do salário bruto global em duas partes que seria 13.743 escudos em remuneração base o salário remunerado e mais o subsídio de turno, de acordo com o contrato e legislação laboral.

O director adianta que embora a empresa trabalhe em sistema regime de turno, a lei laboral não é favorável e omissa e lhe dei alguns exemplos. A SILMAC trabalha de acordo com a lei laboral e Acordo Coletivo de Trabalho e, portanto, a proposta foi apresentada à Direção Geral de Trabalho na Praia, (ainda encontra em despacho) e aos Sindicatos que aceitaram de imediato????….Os Sindicatos não apresentaram nenhuma aceitação formal da proposta, mas sim, ao obterem as informações da empresa, apoiam a esmagadora maioria dos vigilantes (+70% em 2011). Hoje temos solicitados por inscrito de vigilantes que querem uma oportunidade para entrar neste regime opcional de trabalho.

  1. pergunto a esse que fez este esclarecimento o seguinte se um homem ganha 100$por hora e um mes te 4 semanas e este mesmo homem trabalha 44 semanais qual seria o seu vencimento , este mesmo homem paga a ele mesmo o subsidio de turno ou outras regalias , tenha santa paciencia ,isto e normal alguem que entende disto diga me alhuma ciosa preciso de ajuda imediatamente

  2. tud o q vigilante relata e pura verdade, empresa ca ta respeita vigilante, es te ameacas por tud e por nada, es e desumano, es te paga um bacatela mas es te pensa que um furtuna, nao so ne vencimento tb es te descunta um seguro facultativo q segundo esplicacao ques da te cubri os restantes 25 perc. de inps mas q na realidade e mintira

    DIRIGENTES DE SILMAC E TU UNS LADROM ES TE DA RICO NA VCUSTA DE COITOD

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.