Quando o amor acaba e as tatuagens ficam entra o “laser”

8/07/2014 08:05 - Modificado em 8/07/2014 08:05
| Comentários fechados em Quando o amor acaba e as tatuagens ficam entra o “laser”

melanie griffithMelanie Griffith foi a última de um rol de celebridades que, após uma ruptura amorosa, recorreram às maravilhas da tecnologia para eliminar os vestígios de um amor que não durou para sempre.

 

Dezoito anos de amor que terminaram no início de junho. Melanie Griffith viveu ao lado de Antonio Banderas um amor que se julgava inquebrável. E a actriz de 56 anos também, porque tatuou em 1998 o primeiro nome do agora ex-marido no antebraço direito, dentro de um coração.

Duas semanas depois do anúncio da rutura, Griffith surgiu em público com o antebraço coberto de maquilhagem, para ocultar a tatuagem e também para esconder o trabalho em progresso de remoção da tinta permanente. Segundo o jornal britânico “Daily Mail”, a actriz iniciou, numa clínica em Los Angeles, o tratamento laser que possibilita apagar a marca.

A agora ex-mulher do espanhol é a última de uma longa lista de celebridades que, esmorecido o calor da paixão, se arrependeram de ter marcado no corpo os nomes dos amados.

Casada e feliz ao lado de Brad Pitt, Angelina Jolie é, hoje, exemplo de elegância e sucesso. Mas houve tempos em que a mãe de seis era mais rebelde. Essa fase coincidiu com o seu tumultuoso casamento com o também ator Billy Bob Thorton. Em 2000, com 25 anos, Jolie casou-se com Thorton, na altura com 42. Para assinalar o enlace, a atriz tatuou “Billy Bob” no antebraço esquerdo. Três anos depois, o divórcio, e Jolie apagou o nome do “ex” e, ao longo dos anos, foi cobrindo a pele com as latitudes e longitudes dos locais de nascimento dos filhos.

Uma das mais caricatas transformações é, talvez, a que Johnny Depp fez em homenagem a Winona Ryder. No início da década de 90, o actor tatuou “Winona Forever” no antebraço e, depois da separação, o actor não a apagou, mas emendou para um hilariante “Wino Forever” (“bêbado para sempre”).

“Seal” e quatro estrelas a simbolizar os filhos eram a prova de amor de Heidi Klum ao cantor britânico. Após a ruptura, em 2012, Klum iniciou o processo de remoção da tatuagem, tendo deixado apenas as estrelas representando Leni, Henry, Johan e Lou.

 

jn.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.