Mercado da Praça Estrela: Vendedeiras exigem condições

3/07/2014 07:58 - Modificado em 3/07/2014 07:58
| Comentários fechados em Mercado da Praça Estrela: Vendedeiras exigem condições

COOKIE2Vendedeiras do Mercado da Praça Estrela aceitam pagar mais para ocuparem as pedras de venda para terem melhores condições no local.

As vendedeiras do Mercado da Praça Estrela dizem pagar vinte e cinco escudos por dia para ocuparem um espaço para venderem as suas hortaliças, mas dizem que o local não tem quaisquer condições de higiene e segurança, por isso, aceitam pagar mais em troca de melhores condições.

Para Marcelina, o mercado não oferece qualquer tipo de condições, não há casas de banho, não fazem a limpeza do espaço, não tem segurança. “Todos os dias, quando chegamos, encontramos pessoas deitadas ainda a dormir, fazem as necessidades debaixo das pedras de venda, não há guarda no local”.

Maria e Ilda, partilham da mesma opinião, isto é, que o Mercado deveria ter mais condições mesmo que tenham de pagar um valor a mais, porque deixa muita falta um guarda para manter ordem no espaço, porque à noite, as pessoas vandalizam o mercado. “Até sexo eles fazem aqui, já encontramos preservativos e muita sujeira nesse local”.

“Temos um buraco onde corre água. Não sabemos de onde, mas tem um cheiro insuportável. Muitos clientes aproximam-se da porta, mas o cheiro ataca-os à entrada, colocam as mãos no nariz e saem à procura de outras vendedeiras para comprarem e nós ficamos sem vender”, adianta Bia

As vendedeiras também reclamam da crise. Afirmam que a venda está fraca, que os clientes reclamam não terem dinheiro.

Quanto à concorrência, as vendedeiras dizem que não há como escapar porque quem está fora do mercado consegue vender muito mais do que as outras e que estar debaixo da sombra é melhor do que estar a vender na rua expostos ao sol e correndo o risco de ver os produtos apreendidos.


Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.