Idoso acusado de violar uma criança de 8 anos vai a julgamento dez anos depois

2/07/2014 01:16 - Modificado em 2/07/2014 01:16

abuso-sexual-166x125O juiz do Segundo Juízo Crime procedeu à audiência de julgamento do processo-crime de agressão sexual em que um homem que na altura tinha 60 anos era acusado de abusar sexualmente de uma menor de 8 anos, em 2004, na localidade de Horta Seca.

 

Hoje, 10 anos depois, a vítima com 18 anos, não se lembrava muito bem de vários factos, mas lembra-se que foi comprar algo ao senhor e quando voltou, ele despiu-a e abusou sexualmente dela. O arguido nega todos os factos e diz que muitas crianças da zona iam para sua casa.

O relatório médico aponta que não houve penetração. Mas a mãe da vítima diz que estava com a cueca suja de espermatozóides. Durante o julgamento, foram ouvidas duas irmãs da vítima que alegaram que ela chegou a chorar onde brincavam e não queria dizer o que tinha acontecido. Depois de algum tempo, acabou por adiantar aos amigos e irmãos que tinha sido violentada. Uma das irmãs disse que estava a sangrar, mas a mãe negou esse facto. É de salientar que os indivíduos arrolados ao processo não se lembravam muito bem de alguns factos.

A advogada do arguido pediu que caso o homem venha a ser condenado pelo crime de abuso sexual de criança previsto no código laboral, artigo 144º, que se dê uma atenuação visto que é um senhor já idoso de 74 anos e não tem antecedentes criminais.

A leitura da sentença será no dia sete ao meio-dia.

 

  1. Marlene

    Esse homem deve ser condenado, mesmo que não consegui, mas tentou e tem que ser punido

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.