Adolescente de 16 anos acusado de abusar da namorada de 13 anos vai ser julgado dez anos depois

2/07/2014 01:14 - Modificado em 2/07/2014 01:14

martelo-juizO juiz do Segundo Juízo Crime procedeu à audiência de julgamento do processo-crime de abuso sexual em que um adolescente de 16 anos é acusado de abusar sexualmente de uma menina de 13 anos. O caso aconteceu em 2004 na localidade de Quilometro 6, mas os adolescentes mantinham um relacionamento amoroso do qual têm um filho.

 

O caso que aconteceu em 2004, só veio a tribunal agora e o arguido, agora com 26 anos, sentou-se no banco dos réus acusado de abusar sexualmente de uma menina de 13 anos na época e com 23 anos neste momento.

O arguido assumiu que os dois mantinham um relacionamento e que fizeram sexo e inclusive têm uma criança de oito anos. Depois de algum tempo, terminaram o relacionamento. Questionada se o caso permitisse desistência, se a vítima o faria, ela revelou que sim e que para ela o caso já está encerrado. A criança vive com a avó materna.

A advogada do arguido pediu que o homem seja isente de qualquer pena. A leitura da sentença está marcada para  o dia sete de Julho ao meio-dia.

  1. Liseth

    Na minha opinião este adolescente não deveria ser punido já que tinham um relacionamento amoroso e até um filho

  2. silva

    Eu também acho isso uma borriçe
    Como pode alguem violar uma adolescente, depois viver com ela, ter . Filho e só depois de 10anos passa a ser um caso de justiça
    Mi poupe, acho que há coisas mais importante para revelar
    Foi sexo na altura e agora passa a ser violação

  3. ded

    concordo com voce liseth. se eram namorados e ele a violou acho que a menina nao iria ficar com ele a ponto de ter filho depois .sao namorados visto que ja tinham relacionamento amoroso e com sexo por parte dos dois acho que nao houve nenhuma violacao. essa juventude que ainda cheira a leite iniciam relacoes sexuais precosemente que aja juizo pra todos

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.