Sementes de manga e tambarina e viram bijutarias

1/07/2014 07:57 - Modificado em 1/07/2014 07:57
| Comentários fechados em Sementes de manga e tambarina e viram bijutarias

sementes em bijutariaO artesão Alcindo, conhecido por Tchint, é um jovem obstinado pela arte. Tem o dom da criatividade, consegue transformar sementes de manga, de tambarina e folhas de plantas em maravilhosas bijutarias.
Tchint diz que o pai era artesão e ele acompanhava sempre os trabalhos que o pai fazia e apaixonou-se pela arte. Diz que a sua inspiração são as mulheres. Quando vai produzir uma peça, pensa com carinho no estilo que as mulheres preferem e a inspiração vem aos poucos até criar um modelo exclusivo.

 

Afirma que é um trabalho onde é necessário muito esforço mental e, muitas vezes, também físico porque o trabalho artesanal requer muito empenho, é um processo manual onde é necessário lixar a semente da manga, fazer a limpeza e abrir a semente para que a bijutaria possa ser fabricada e transformada numa peça única, apesar de muitos não reconhecerem o trabalho artístico.

 

COOKIE2Alcindo diz que recebe encomendas de brincos e colares. O processo para a fabricação dura em média 3 dias. O resultado é uma peça diferenciada de qualquer outra. Existe uma época exclusiva pela abundância das matérias-primas. Quando há escassez de alguma das matérias-primas, Alcindo, não fica de mãos cruzadas, recorre a escamas, dentes e ossos de peixe, misangas e contas.

 

O mesmo diz que não coloca as suas peças nas lojas de artesanato porque a exploração é muita e não levam em consideração o trabalho e a criatividade, por isso, prefere fazer os seus trabalhos e sair à rua para vendê-los.

Para além da transformação das sementes em bijutarias, Tchint, é sapateiro, faz todos os tipos de sandálias e arranja sapatos.

 

O mesmo utiliza o espaço da sua casa para produzir as peças, mas diz que gostaria de ter um atelier para ter melhores condições e poder mostrar os trabalhos e adianta que “os jovens não têm tido oportunidades, por isso, há que criar as próprias e conseguir sobreviver”.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.