Beco vira retrete

1/07/2014 07:54 - Modificado em 1/07/2014 07:54
| Comentários fechados em Beco vira retrete

becoO que seria um beco para tornar o caminho mais rápido para alguns moradores de Espia foi transformado numa retrete pública. Devido a essa situação  os moradores foram “obrigados” a mudar de caminho. È que alguns indivíduos estão a fazer as suas necessidades fisiológicas, a colocar lixo e a  fazerem sexo nesse beco.

 

Os moradores que residem nas imediações da zona de Espia perderam o sossego, pois aquele que seria um beco para facilitar o acesso das pessoas às suas  casas foi transformado numa retrete pública. O beco encurtava o caminho e reduzia o tempo para chegarem às casas.

Segundo a moradora Silvana, os residentes de Espia estão descontentes com a atitude daqueles que transformaram o beco numa retrete. Silvana é uma das moradoras que já brigou muito e pediu às autoridades que fizessem alguma coisa, porque “a situação é complicada, temos de ter portas e janelas fechadas para fugirmos ao cheiro nauseabundo e aos mosquitos”.

Crisólita também se sente incomodada com essa situação: “não consigo abrir as minhas janelas porque todo o tipo de lixo é depositado aqui”. Muitas pessoas têm preguiça de procurar os contentores e, por isso, acreditam que o beco é uma via mais rápida, mas “prejudicam muito os moradores e o ambiente”.

Nádia Santos partilha da mesma opinião que os outros entrevistados e adianta que o beco, às vezes, é transformado num bordel onde muitas pessoas que não têm educação e respeito fazem sexo.

Os residentes pedem para que as autoridades ponham fim a essa situação visto que à medida que o tempo passa, se agrava mais.

Medo

A insegurança e o perigo de doenças infecciosas no seio da comunidade de Espia e Mindelense são preocupantes e dizem que vão fazer uma campanha de limpeza desse beco.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.