Falta de financiamento congela aquisição

6/07/2012 01:11 - Modificado em 6/07/2012 01:11

Em 2009, a então Ministra da Defesa Nacional, Cristina Fontes anunciou que o Governo assinava um contrato para a aquisição de dois helicópteros que iriam permitir que a Guarda Costeira pudesse servir melhor missões da protecção civil e na defesa do espaço aéreo e marítimo de Cabo Verde. Volvidos três anos, o processo encontra-se em “águas de bacalhau” e à espera de financiamento da parte da República Popular da China.

 

A República Popular da China entregou um conjunto de equipamentos de apoio militar as Forças Armadas de Cabo Verde. No âmbito dessa cerimónia, o director da Defesa Nacional, Tenente-Coronel Pedro dos Reis Brito voltou a falar de um dossiê que esteve fechado na gaveta durante três anos : a aquisição de dois helicópteros à China para reforçar os serviços da instituição militar cabo-verdiana.

O director da Defesa Nacional reiterou que o processo de compra das duas aeronaves está concluído e que o próximo passo será negociar a linha de crédito com a China. De acordo com Pedro dos Reis Brito, em 2010, o Governo deu início ao processo de negociação, mas este não foi concluída pelo que agora falta o financiamento para selar o negócio.

Recorde-se que em 2009, a então ministra da Defesa Nacional, Cristina Fontes anunciou a compra de dois helicópteros para reforçar as actividades das Forças Armadas de Cabo Verde. Na altura Cristina Fontes afirmou que a aquisição estava numa fase avançada e destinava-se a adequar a Guarda Costeira com os meios de que precisa para o cabal cumprimento das suas obrigações.

  1. Fernando Fortes

    Blá blás da Cristina.Só basofaria.Agora ela vai fazer o mesmo com os nossos hospitais
    Já vai começar em S.Vicente com manias de quem manda, mas vai ter surpresas.José Maria ponha-te a toque, manda essa senhora para algum sítio ou sais mal.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.