Formação profissional não convence oposição

26/06/2014 14:13 - Modificado em 26/06/2014 14:13
| Comentários fechados em Formação profissional não convence oposição

parlamentocaboverdeOs períodos antes da ordem do dia no Parlamento têm sido espaço de debates com temas de preocupação dos partidos. A UCID, na sua declaração política trouxe à baila a política de formação profissional em Cabo Verde. Na sua óptica, a política de formação deve visar a criação de emprego e competências técnicas para que as pessoas possam conseguir emprego. E nesta óptica, Jorge Luís, da UCID, defendeu que o Governo deve mudar de política no que diz respeito à formação.

 

“Não existem as mínimas condições de leccionação das referidas formações, espaços exíguos, assentos inadequados, horários impróprios e inadequados e propinas exorbitantes”, refere Luís em relação às condições oferecidas. E, por isso, espera que o Governo possa investir “seriamente numa formação profissional de qualidade sem custos para os participantes”. E acrescenta que possa ter transparência e qualidade onde os melhores qualificados possam ser aceites no mercado e não formar pessoas para o desemprego.

Mas o PAICV não seguiu a mesma linha de pensamento da UCID. António Fernandes do PAICV, diz que o problema com a UCID, apesar da pertinência do tema, é a falta de atenção. “Este Governo elegeu a formação profissional como uma matéria importante”. E a formação profissional tem sido alvo de investimentos de modo a aumentar a qualidade e a dar saída aos jovens para que possam ter uma vida melhor.

Miguel Monteiro, do MpD, assim como a sua bancada, contesta a posição do Governo no que tange à formação profissional. “É uma oferta pouco diversificada e reduzida e não adequada às necessidades do mercado de trabalho”, como classifica o estado actual da formação. E, para Monteiro, o Governo tem utilizado a formação profissional como “compra de consciência e que não se traduz numa empregabilidade”, e que muitas formações “não conferem o nível de qualificação profissional” segundo estudos do próprio Governo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.