Paul: Não existem alternativas para reduzir o desemprego

23/06/2014 00:29 - Modificado em 23/06/2014 00:29
| Comentários fechados em Paul: Não existem alternativas para reduzir o desemprego

antonio aleixo1Combater o desemprego no Paul, é “a dor de cabeça” do presidente da Câmara  municipal.

 

A situação do desemprego no Paul, está cada dia mais preocupante. De acordo com António Aleixo, presidente da Câmara municipal, o problema  é de tal ordem grave, que as reais alternativas para minimizar o número de desempregados no concelho, quase que não existem.

Aleixo diz que já enviou  vários projectos ao Governo, que aguardam uma  aprovação principalmente nos que estão relacionados com a requalificação de estradas.O objectivo é construir  para melhorar as condições de acesso, mas também com o propósito de ver se consegue criar alguns postos de trabalho.

A Situação agrava-se todos os dias, diz o Edil, de Paul. Um mal que agora torna-se maior, com o termino, da faina da colheita da cana sacarina.

António Aleixo disse-nos que têm surgido algumas construções privadas, que vão dando algum trabalho ao “pessoal das obras” mas que não têm sido suficientes para debelar o problema do desemprego, até porque os privados queixam-se de recursos para investirem em obras.

Como alternativa o presidente da Câmara Municipal do Paul, está a fazer fé nos cerca de oito mil contos, que espera, a qualquer momento, receber do Governo, conforme o contrato programa assinado a 23 de Maio deste ano, para a transferência de parte da verba concernente à taxa ecológica e só assim poder abrir alguns postos de trabalho, em áreas como saneamento,  ainda que por um curto período de tempo, conforme a verba disponível.

Mesmo com o aproximar da época das chuvas, o Presidente da Câmara Municipal do Paul, é pragmático e diz que, se o Ministério da Agricultura, não ajudar os agricultores, nomeadamente com sementes, dificilmente estes terão recursos para semearem e ficar a espera de colher algum para o sustento da família.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.