Palmeira anseia por dias melhores

20/06/2014 07:45 - Modificado em 20/06/2014 07:45
| Comentários fechados em Palmeira anseia por dias melhores

FrescomarFrescomar tem projecto para o antigo espaço da Salmar, avaliado em cerca de trezentos e sessenta mil contos, podendo criar cerca de oitenta postos de trabalho na Ilha do Sal.

 

As associações de pescadores da Palmeira e Santa Maria, Ilha do Sal,  já se reuniram várias vezes com responsáveis da Frescomar e ficaram a conhecer o projecto que vai recuperar o espaço da antiga Salmar em Palmeira.

A ideia é recuperar tudo o que está degradado no espaço o que poderá dar uma outra visibilidade a Palmeira e recuperar a movimentação socioeconómica de outros tempos.

Pretende-se construir um cais de pesca no espaço junto ao mar, criar infra-estruturas para armazenamento e venda do pescado, dotar o complexo de uma sala de transformação, espaços para compra e venda de peixe  e criar condições para a venda de gelo.

Estima-se que, implementado o projecto, serão criados directamente oitenta postos de trabalho e indirectamente pouco mais de duzentos, devido a movimentação que se prevê criar através de embarcações de pesca e de pessoas ligadas a comercialização do pescado.

Depois de várias tentativas de investimento no espaço Salmar, em Palmeira na Ilha do Sal, por parte de grupos holandeses, americanos, e portugueses, ao que parece com esta investida da Frescomar, Palmeira vai ganhar a movimentação dos anos setenta, quando havia em Salmar, viveiros de lagostas, câmaras frigoríficas para conservação do pescado e outros apetrechos ligados a pesca.

As associações de pescadores da Ilha do Sal, estão expectantes quanto ao investimento da Frescomar, não só pela movimentação económica que pode trazer para a Ilha, mas também porque vai acabar com a angústia de ver o espaço da antiga Salmar transformado num pardieiro que quando chove, torna-se num autêntico viveiro de mosquito, transformando-se num perigo para a saúde pública.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.