Febre do Mundial na China alimenta atestados médicos falsos

19/06/2014 14:06 - Modificado em 19/06/2014 14:06
| Comentários fechados em Febre do Mundial na China alimenta atestados médicos falsos

chineses mundialA diferença horária entre o Rio de Janeiro e Pequim está a levar milhões de chineses a fazerem alguns sacrifícios para poderem acompanhar em directo o Mundial. A vontade é tão forte que já nasceu um novo negócio no país: a venda de atestados médicos falsos para justificar as ausências ao trabalho.

Durante a fase de grupos do Mundial 2014, os chineses que queiram ver todos os jogos na televisão têm de ficar acordados até quase às 8h da manhã – o primeiro jogo começa à meia-noite local e o último às 6h.

A oferta de atestados médicos – que podem ser pedidos através da Internet – é muito variada, incluindo gripes e insuficiências respiratórias, avança a agência AFP.

Por cerca de 20 yuans (mais ou menos 2,40 euros), podem também ser passados atestados para fracturas imaginárias ou até mesmo abortos fictícios.

A falsificação de documentos é tudo menos uma novidade na China, mas o Mundial de futebol no Brasil parece estar a levar o problema para outros níveis. De acordo com os jornais chineses,  o site de vendas e leilões Taobao está a censurar pesquisas que incluam as palavras “Mundial de Futebol” e “atestado médico”.

Mas as ofertas estão por todo o lado, diz a AFP. Numa rede social semelhante ao Twitter, um dos utilizadores diz que “gere este negócio de forma honesta” e que garante que “os vossos pedidos serão tratados com o maior secretismo”.

publico.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.