Boavista : A divisão política entre os poderes central e local tem sido má para o turismo

19/06/2014 07:44 - Modificado em 19/06/2014 07:44

Boa vista fotoClivagem política entre o poder central e local tem sido negativa para o desenvolvimento turístico da Boavista.Esta constatação está num estudo sobre “O fenómeno turístico na Boavista”, da autoria do antropólogo português Edgar Bernardo, que agora o dá a conhecer ao grande público.

No estudo em que o investigador usa a metodologia da entrevista, são abordados operadores económicos, uma boa parte dos residentes e pessoas que, embora não residentes, têm conhecimento da realidade da Ilha.

Os dados disponíveis fazem sobressair mais aspectos negativos do que positivos, com o aumento do advento do Turismo na Boavista, o que leva o autor da investigação à conclusão que, “isto não é comum se comparado com outros destinos”, até porque o desenvolvimento do turismo na Ilha das dunas, só agora praticamente começou.

A divisão política entre os poderes central e local, segundo a investigação levada a cabo, tem sido negativa para o desenvolvimento da Ilha e também para o delinear do futuro, pois em comparação com outros destinos internacionais que viveram ou ainda vivem os impactes do turismo espelhado numa realidade insular como a de Cabo Verde, encontra-se uma harmonia entre os dois poderes, porque todos lutam para o mesmo objectivo, “o que não é o caso da Boavista”, conclui.

Já em Agosto de 2012, Edgar Bernardo dava conta que o estudo tendia a revelar um descontentamento generalizado sobre o rumo do Turismo na Boavista e que a culpa era atribuída, sobretudo, aos poderes políticos, o que agora se confirma. Além disso, o documento traz à tona as discrepâncias sociais e aponta várias debilidades a nível das acessibilidades, saneamento, educação e saúde.

 

 

 

 

 

  1. Isso é notório, muita gente sabe que a politica estraga muita coisa e impede o desenvolvimento não só do Turismo como tambem outras áreas de benefícios para Cabo Verde.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.