Porto Novo: Nem casa, nem esgotos para todos

17/06/2014 00:48 - Modificado em 17/06/2014 00:48
| Comentários fechados em Porto Novo: Nem casa, nem esgotos para todos

Porto NovoEntrega das moradias do Projecto Casa para Todos, a depender da regularização dos terrenos e do problema da descarga dos esgotos na orla marítima, são preocupações do Ministro do Ambiente, Habitação e Ordenamento do Território, Antero Veiga,  em relação ao Município  do Porto Novo, Ilha de Santo Antão.

O Município do Porto Novo terá “dentro de muito pouco tempo” a sua estação de tratamento de esgotos e um sistema de reutilização de água residuais, garantias dadas por Antero Veiga, que tutela a pasta do ambiente.

O Ministro do Ambiente, Habitação e Ordenamento do Território, considera chocante o que se passa em termos ambientais no Porto Novo, onde as descargas dos esgotos vão para o mar, afectando as praias utilizadas pelos banhistas, o que o levou no domingo, a reafirmar o propósito do Governo em financiar os projectos que vão resolver o problema que agora afectam os portonovenses, e que, se medidas não forem tomadas, afectá-los-á ainda mais no futuro.

A cidade do Porto Novo dispõe de uma rede de esgotos instalada há cerca de uma década e meia, que cobre apenas vinte por cento da Cidade e que há muito que está saturada, por isso, os esgotos vazem no mar.

Um problema ambiental muito sério, que levou o Ministro Antero Veiga a prometer no fim-de-semana passado que dentro de muito pouco tempo, o Porto Novo terá a sua estação de tratamento e de reutilização de águas residuais.

Ambiente, habitação e ordenamento do território, entrelaçam-se nas responsabilidades governamentais de Antero Veiga, que reconhece preocupação quanto ao atraso na entrega das cinquenta moradias construídas há quase um ano no Porto Novo, em Santo Antão, no âmbito do programa Casa para Todos.

A entrega está a depender apenas da regularização dos terrenos onde foram construídas as habitações. Os terrenos foram cedidos pela Câmara Municipal do Porto Novo à Imobiliária Fundiária Habitat, IFH, que, neste momento, está a proceder à sua regularização, garante a tutela.

Para tranquilizar os contemplados com o Projecto, o Ministro dá a sua palavra de governante que, “dentro de pouco tempo” as famílias já terão as suas casas.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.