Ultimato ao armador do Tarrafal: sim… ou sim

5/06/2014 07:32 - Modificado em 5/06/2014 07:32
| Comentários fechados em Ultimato ao armador do Tarrafal: sim… ou sim

20140531_093618Segundo o Capitão dos Portos de Barlavento, António Duarte Monteiro, em declarações à RCV, depois de ter desencalhado o navio Tarrafal, da STM, no último domingo, não espera que o navio possa ficar no cais por tempo indeterminado”.

 

E, nesta óptica, foi concedido um prazo de 48 horas ao armador para “apresentar um plano credível e com sustentabilidade para retirar o navio do porto. Além do plano, o armador do navio tem de apresentar uma “garantia bancária face às possíveis despesas da sua permanência no cais”.

Monteiro aponta como duas saídas para o navio: uma, para fora das águas de Cabo Verde para ser afundado, a outra, para reparação. E para qualquer uma dessas saídas, o armador tem de ter uma garantia financeira. A RCV avança que o ultimato termina esta quinta-feira, dia 5.

O navio esteve encalhado mas conseguiu-se desencalhá-lo.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.