Noelisa Santos, jovem coreógrafa e bailarina

4/06/2014 07:42 - Modificado em 4/06/2014 07:56
| Comentários fechados em Noelisa Santos, jovem coreógrafa e bailarina

Noelisa“Sonhei um dia ser bailarina, hoje sou professora de dança. Quando fazemos algo de corpo e alma, as portas vão-se abrindo”.

 

Noelisa Santos é uma jovem apaixonada pela dança. Era ainda criança quando despertou o bichinho da dança: “dançava escondida da minha mãe, queria ser uma bailarina famosa, um dia”. Mais tarde, foi estudar dança na Holanda. Hoje é coreógrafa e bailarina de sucesso. Em Junho de 2013 concretizou mais um dos seus sonhos que era o de abrir uma escola de dança em São Vicente.

“Desde criança sonhava ser bailarina, até que um dia resolvi entrar para a escola de dança na Holanda, para aprender a dançar como sempre sonhei”. Ao terminar o curso com sucesso, pensou vir de férias para a ilha que a viu nascer. Viu que a dança no Mindelo, não se tinha evoluído, pelo que decidiu fazer algo para a dança como Workshops de dança, altura em que definitivamente viu que o seu lugar seria em São Vicente, fazendo aquilo que mais gostava de fazer, dançar.

A coreógrafa e bailarina conta os seus objectivos ao criar a escola de dança Dancing House. “Quando era criança adorava que São Vicente tivesse uma escola de dança, para poder iniciar o meu sonho. Hoje consegui abrir uma escola de dança”: The Dancing House”. Foram feitos alguns espectáculos, sendo o último “As Aspirantes”.

A escola de dança The Dancing House, está a caminho de um ano, iniciámos a 1 de Junho, precisamente no dia das crianças. Embora a maioria opte por aprender o estilo ballet, também ensinamos outros estilos de dança, tais como, jazz, hi pop, house e outros.

Objectivo da escola The Dancing House é dar oportunidade às pessoas, sobretudo, às crianças, de praticarem a dança de forma livre, espontânea e, se mais tarde, quiserem fazer algo pela dança e sonharem estudar dança, estarão melhor preparados. Alunos de diferentes idades frequentam a escola de dança. O último espectáculo “As Aspirantes”, oito bailarinas, um sonho, aconteceu no dia 27 de Abril onde participaram o grupo das alunas mais avançadas da escola e que aprenderam diferentes estilos de danças, ballet, hi pop, house, jazz.

Noelisa Santos acredita que “um dia todas as pessoas que gostam de dançar e queiram tornar-se profissionais da dança, poderão ter oportunidade de estudar a dança em Cabo Verde, sem terem necessidade de se deslocarem ao exterior para fazerem um curso de dança que Cabo Verde muito precisa”.

“Embora em São Vicente todos gostem de dançar, a dança ainda não é valorizada, muitos grupos tentaram, mas não conseguiram, tanto é que, o único grupo de dança conhecido em Cabo Verde é a Raiz di Polom”.

Noelisa fala da importância da dança para São Vicente. “Um dia a dança vai ser valorizada assim como a música. Mindelo foi sempre uma cidade com muitas qualidades, onde todos gostam de dançar, divertir-se. Mas a dança é praticada e não ensinada, algo que não tem sido uma passagem de geração, a cultura da dança vai morrendo aos poucos. Devia iniciar ensinando a dança desde o ensino básico, cultivar a cultura da dança, ensinar aos alunos o que é a nossa música o que é a nossa dança. Muitas crianças não se mostram tão boas academicamente, mas são bastante criativas, conseguem expressar-se de outras formas, através da dança, da música, do teatro.

A mesma questiona, “Se existe uma escola de música, então, porque não pode existir também, uma escola de dança? Entregámos projectos a diferentes instituições, mas nunca tivemos qualquer resposta”.

Para Noelisa Santos, o objectivo era o de criar a escola de dança, conseguir transformar o sonho, o objectivo numa realidade. “Quando fazemos algo de corpo e alma, as portas vão-se abrindo”.

 

publicado no NoticiasdoNorte impresso n º1

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.