Monte Sossego: Vizinhos enfrentam ladrão e impedem assalto a uma casa

2/06/2014 00:01 - Modificado em 1/06/2014 23:07

furtoUma residência na zona de Monte Sossego escapou de ser assaltada na madrugada deste sábado. Vizinhos ouviram barulho e saíram para ver o que se estava a passar, mas o larápio fugiu e ninguém conseguiu reconhecê-lo.

 

A verdade é que a ocasião faz o ladrão. A família viaja para Santo Antão para um funeral e o ladrão aproveita para assaltar a residência. Júlia Fernandes , proprietária de uma residência na zona de Monte Sossego, viu a sua casa assaltada na madrugada de sábado. A sorte é que os vizinhos impediram que o larápio roubasse a casa.

Júlia Fernandes conta ao NN que vivia em Santo Antão mas, devido a problemas pessoais, quis vir construir a sua casa em São Vicente. Há alguns meses transferiu-se para a sua casa. Devido ao falecimento de um familiar, tiveram de se deslocar à ilha de Santo Antão, momento que o larápio aproveitou para assaltar a casa que ainda se encontra em construção.

A mesma conta que tem um filho doente e que tem de estar sempre em tratamento em São Vicente, por isso, veio morar no Mindelo. “A minha sorte é que os vizinhos sabiam que eu estava em Santo Antão e que durante alguns dias não havia mais ninguém em casa e, devido ao barulho que ouviram, suspeitaram que poderia ser um assalto. Conseguiram afugentar o ladrão sem que levasse nenhum objecto”.

Um dos vizinhos conta ao NN que ao ouvir um barulho estranho dentro da casa e sabendo que os donos estavam ausentes, ficou à espreita, viu uma sombra, chamou alguns vizinhos e conseguiram afugentar o ladrão que pulou pela janela por onde tinha entrado. Ao que conseguiram apurar, o larápio estava vestido de preto e encapuzado.

Questionado porque não accionaram a polícia para caçar o larápio dentro da residência, o mesmo disse que queriam apanhá-lo, espancá-lo e depois chamar a polícia.

A proprietária diz que não irá apresentar queixa à Policia, porque o ladrão não conseguiu levar nada, mas acrescentou que o ladrão pode ser conhecido, pois não entrou pela porta, mas sim pela janela que não é muito segura e que provavelmente podia ter conhecimento disso e promete ficar mais atenta.

O NN sabe pelos vizinhos que os roubos são frequentes nesta zona e que a polícia já tem conhecimento.

 

  1. Aguinaldo Fonseca

    Lógico que a Policia nao pode fazer tudo. Aqui está reservado um papel muito importante à sociedade e melhor dizendo aos vizinhos que fiquem atentos a algo que pareça anormal nas suas aproximadades. O controlo social é fundamental no combate a toda a espécie da criminalidade. É fácil voltar a cara para o lado, fazer de mouco mas hoje é a casa de Maria assaltada e amanha será a tua casa.
    Temos de voltar um pouco para os tempos antigos quando os vizinhos se interessavam nao no sentido negativo por tudo aquilo que passava e acontecia à sua volta.

    Só assim poderemos diminuir a onda de criminalidade que tende a aumentar cada vez mais e onde a Policia está impotente ou porque nao tem meios nem pessoal suficiente ou porque as leis que foram copiadas noutras latitudes e nao adaptáveis à realidade caboverdiana nao lhe permite actuar convenientemente ou preventivamente contra os infractores.
    Os olhos e os ouvidos dos vizinhos, dos cidadaos em geral, sao duma extrema importância e imprescindiveis na luta contra a criminalidade nao só individual como tambem organizada.

  2. Tchenta

    a alguns tempos larapios rombaram as portas e janelas da casa da minha mae roubaram de tude e ninguem ouviu algum barulho. temos que se dar bem com os vizinhosmais de serteza,alguns vizinhos tambem andam a fazer rondas pra ver se en qualquer momente pode alcançar qualquer coisa na casa do outro. eles roubaram a loja da minha mae e ninguem ouviu nada.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.