Actividade entre sessões classificada entre o normal e o insuficiente

30/05/2014 00:56 - Modificado em 30/05/2014 00:56
| Comentários fechados em Actividade entre sessões classificada entre o normal e o insuficiente

IMG_3974A Assembleia Municipal de São Vicente reuniu-se em sessão ordinária tendo na ordem do dia a apreciação da actividade municipal entre sessões, apreciação das contas de gerência e a proposta de alteração do orçamento municipal por via de orçamento rectificativo.

 

No primeiro dia, a Assembleia debruçou-se sobre a actividade municipal entre sessões. Para o executivo, nos três meses que fazem parte do relatório, “fez-se muita coisa”. Destaca o Carnaval, o Festival da Juventude, as obras de habitação social e as várias frentes de calcetamento. O MpD, partido que sustenta a Câmara Municipal, faz uma análise de uma gestão normal de continuidade em sintonia com o plano de actividades aprovado pela Assembleia.

O MpD destaca as frentes de calcetamento, com particular atenção ao calcetamento artístico para melhorar as condições de recepção de turistas. Para Augusto Neves, em três meses é difícil realizar grandes obras, mas mantém a continuidade das que tinha iniciado.

A UCID, através do seu líder Lídio Silva, classifica como insuficiente o trabalho da edilidade no período entre as duas sessões. E exorta o executivo para que “possa duplicar as suas acções e melhorar substancialmente o seu desempenho”.

Na mesma senda o PAICV, através do deputado Luís Fortes, classifica como insuficiente o desempenho do executivo camarário. Para este deputado, esta avaliação deve-se aos relatórios das comissões especializadas. “Estes relatórios dizem-nos que há muita coisa por fazer e muitas reclamações”, como afirma Fortes. E diz que se estava à espera de uma Câmara “muito mais proactiva, mais inovadora e interventiva”. Para o PAICV, fica a sensação de uma gestão corrente no exercício do mandato da Câmara e este último relatório “não fugiu à regra”.

A Assembleia deu início à apreciação das contas de gerência, mas continuará os trabalhos com a análise da proposta da alteração do orçamento para 2014 por via do orçamento rectificativo. E ainda consta da agenda, um debate sobre as construções urbanas no centro histórico da cidade do Mindelo.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.