Assaltantes dominam Alto Miramar: quem será a próxima vitima?

30/05/2014 00:53 - Modificado em 30/05/2014 00:53

IMG_3983O clima de insegurança cresce nos moradores da zona de Alto Miramar com a onda de roubos e assaltos que se têm verificado na zona. Boutiques, casas e pessoas na rua já foram assaltadas, mas os moradores e os trabalhadores da zona dizem que os assaltos e os roubos são frequentes e afirmam que o sentimento de insegurança é crescente na zona, já que não se sabe quem será a próxima vitima.

 

Filomena Soares tem uma boutique na Rua de Cavaquinho e diz que pensava que os gatunos se tivessem esquecido da zona mas, ao que parece, enganou-se. Pois, viu o seu estabelecimento assaltado há menos de um mês. Mas já perdeu a conta de quantas vezes foi assaltada no passado. E até ironiza dizendo que os meliantes “já são da casa”. Entre artigos roubados estão perfumes, cremes, bolsas de mulher. O assalto aconteceu por volta da uma e meia da tarde, quando saiu por breves instantes e não fechou a porta de ferro.

António Barbosa, outro responsável por uma boutique na zona, diz que os meliantes conseguiram arrombar a porta mas não conseguiram entrar. Partilha o sentimento de insegurança dos moradores e dos que têm estabelecimentos comerciais na zona. Todos atestam os assaltos às residências.

Um facto é que muitos desses assaltos têm acontecido durante o dia. Idalina, moradora da zona, fala do seu receio e do medo de que poderá ser a próxima vítima já que nestes últimos tempos tem assistido a um aumento de casos de assaltos e roubos.

Edson Neves trabalha na zona e conta que já presenciou vários casos de roubo na via pública. Fala de estudantes que já foram assaltados e de casas que foram arrombadas. Mesmo não dando conta, disse que várias vezes ouve gritos de pessoas que foram vítimas.

O sentimento de insegurança destes residentes na zona é acrescido, como sublinham, pela falta de policiamento mais efectivo do local. “De vez em quando passam dois agentes por aqui”, como diz Filomena, mas é algo de esporádico. Aspecto relevado por outros entrevistados que retratam a falta de um policiamento mais efectivo. A polícia foi accionada para investigar sobre os casos que aconteceram mas dizem que ainda não há nada de concreto. E de uma certa forma, estas pessoas mostram-se desiludidas com o trabalho dos polícias.

 

  1. Fiat Lux

    Para esse tipo de crime, precisamos de polícias à paisana e não fardados, pois estes dão muito nas vistas e os larápios somente alteram o momento dos seus assaltos. Precisamos também de uma maior participação dos cidadãos do bem, vigiando cada rua, cada beco das suas zonas e comunicando à polícia qualquer movimentação estranha, para que possam agir em tempo útil.

  2. Miki Dias

    Os iluminados do costume vão dizer que a culpa é da CMSV, ou do papa. Não sei para que temos ministério da Justiça, Ministério da Administração Central, etc. É que nunca sabem de nada e não têm culpa de nada. Esta onda de assaltos e violência crescente em SV só tem um culpado JMN e o seu governo que abandonou SV, há um sentimento geral que o governo esta na Praia (nada contra a Praia) e bem longe das restantes ilhas.

  3. Miki Dias

    Ministerio da Administração Interna em Vez de Ministério da AC. Foi uma gralha.

  4. pela verdade.

    A populacao de alto mira mar, não tem o que reclamar da presenca policial. A dita zona esta contemplada com rondas das equipas de piquete. A noticia transmite uma sensaçao de insegurança que nao corresponde a realidade. Da ideia que num dia acontece varios assaltos, roubos em residencias. Tudo falso. Ou entao nao apresentam queixas na PN. E que fique claro: APOLICIA TRABALHA COM DADOS ESTATISTICOS E NAO COM BASE E SANCIONALISMO. É hora do cidadao cooperar, criando seguranca nas casas, nos…

  5. pela verdade.

    … Estabelecimentos, andar nas ruas mais atentas, etc. É impossivel colocar um policia em cada casa ou estabelecimento. Denunciem na policia.

  6. Alle

    BAC mestê faze uns ronda persistente.

  7. sv

    Eu volto a perguntar onde esta a polcia nacional, parece que estamos a voltar para outros tempos onde os meliantes andavam a mandar na cidade, tb o Sr. Orlando Evora precisa trabalhar em vez de estar a exibir o carro recem adquirido, como chefe operacional da policia nacional BIC e BAC deixa muito a desejar, parece que os bandidos voltaram a mandar na cidade do Mindelo.

  8. diduF

    nao so cavoqen street tut saocent tem oiod um reaument de criminalidad na tut zona des nos ilha POLICIA tem qe vra agressiv outra ve

  9. Silvério Marques

    Leram o texto de PELA VERDADE. O Governo pensa assim como este comentador. Não há assaltos, HÁ SENSACIONALISMO PARA PROVOCAR INSEGURANÇA. Qualquer dia o Governo e a Ministra da Administração Interna, que é de S.Vicente, diz que os assaltos são inventados. A propósito vejam quantos ministros de S.Vicente tem este Governo ? Mais que Santiago.

  10. joao carlos

    Sinceramente, tanto sensalionalismo e inverdade. Neste pais tudo e politica. Voces nem imaginem o trabalho meritorio que a Policia tem feito em S. Vicente. Por isso deixem de falsas inverdades

  11. sinceramente !!! ja nem sei o que penso da minha querida ilha. isso so vai mudar penso eu , se o senhor Paulo Cardoso passar a chefe… penso eu !!!! nao sei se a minha ideia é a melhor , mas mudava qualquer coisa …

  12. Paulo cardoso

    Faço aqui uma saudação curvadissimo aos profissionais da policia de ordem publica e queria dizer ao senhor dr. sv, que critica sim e faz muito bem criticar o orlando évora mas deveria lembrar que ele como policia deveria fazer a sua parte, pq parece-me e em são vicente todo mundo sabe que este sr. évora tem feito e continua a fazer aquilo que mtos oficiais e sargentos (como voce) não faz, que é estar a trabalhar para os saovicentinos. não se esqueça que ele é unico oficial sem função aqui

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.