Pastelaria Morabeza esclarece NN pergunta

26/05/2014 07:43 - Modificado em 26/05/2014 07:43

pastelaria morabezzaA Pastelaria Morabeza Lda., vem deste modo exercer o direito de resposta à notícia publicada no dia 21 de Maio de 2014.

 

Vimos esclarecer que não foi proposta qualquer redução salarial à nossa ex-funcionária Elisabeth Gomes ou a qualquer outra. Tratou-se apenas de uma não renovação do contrato com pagamento de todos os direitos previstos na Lei (pelo tempo que trabalhou) o que inclusivamente não foi aceite por ela.

 

O grupo Pastelaria Morabeza orgulha-se de em menos de 2 anos ter nos seus quadros de pessoal cerca de 45 funcionários, dos quais nenhum recebe salário base igual ou inferior ao salário mínimo.

O empreendedorismo criado pelo grupo ajuda, portanto, directamente 45 famílias, facto que não se verifica com muita frequência em tão pouco tempo e especialmente na Ilha de São Vicente onde o desemprego atinge níveis preocupantes. Não usamos isso em nosso benefício e pagamos muito acima da média da actividade de Restauração\Hotelaria da cidade.

 

O grupo oferece a todos os funcionários alimentação e uma espécie de seguro de saúde numa das melhores clínicas da cidade e cumpre com todas as obrigações legais em termos de Lei de trabalho e de segurança social.

 

O nosso grupo participa activamente em acções sociais potenciando eventos da cidade, ajudando directamente escolas e instituições ligadas à solidariedade social.

 

Tentamos prestar um serviço à comunidade no que toca à qualidade dos nossos produtos e serviços e aproveitamos para agradecer aos nossos clientes e amigos a confiança e preferência dada ao longo destes tempos.

 

Gabinete de Assessoria Jurídica

 

Nota da Redacção

 

O vosso suposto direito de resposta não responde a nada. Limita-se a explicar os que vocês quiseram explicar. Mas o que este online queria saber quando o nosso jornalista procurou a gerência da Pastelaria Morabeza, e não foi atendido, é o seguinte:

 

1. Em relação a ex.- funcionária Elisabete Gomes: é ou não verdade quando ela diz que recebia mais do que o salário mínimo, mas desde que os patrões ficaram a saber da lei do salário mínimo, começaram a baixar o vencimento?

2. E ou não verdade que “ os responsáveis começaram a mexer nos salários e os funcionários aceitavam, mas como ela não quis que mexessem mais no seu salário, o responsável “indirectamente, ameaçou-me: ou assinava o contrato ou ia para a rua”

 

Já agora aproveitamos para colocar a gerência da Pastelaria Morabeza outras denúncias que recebemos no anonimato de várias funcionárias dessa pastelaria, que tem medo de perder os seus empregos, e que estávamos a espera para confrontar com a vossa posição

 

1. É ou não verdade que os patrões da Pastelaria Morabeza tratam com falta de urbanidade, para não dizer “ a português do tempo colonial ”, com violência ,s suas funcionárias?

2. È ou não verdade que as funcionárias trabalham 10 horas por dia?

3. É ou não verdade que as funcionarias, que entram as 16 horas. Chegam a sair da pastelaria as 3 horas da manhã e não recebem horas extraordinárias

4. Alguma fez a Pastelaria Morabeza pagou horas extras as funcionárias?

5. Alguma vez a Pastelaria Morabeza pagou subsídio de trabalho nocturno?

6. Alguma vez pagou subsídio de turno? Feriados ? Domingos?

7. Mais grave: a gerência da Pastelaria Morabeza está a canalizar para o INPS os descontos que faz as suas funcionárias? Estas dizem que não. O INPS também.

 

São estas as questões que este online queria que a gerência da Pastelaria Morabeza esclarecesse. O conteúdo do vosso direito de resposta “é conversa de advogado”, conversa para boi dormir e no nosso entender uma técnica velha conhecida como “ fugir com o rabo a seringa”

 

  1. Vou ficar atento. Força Noticias.

  2. 009 - Praia Branca

    É destas acções que se quer para uma sociedade Democrática… a Comunicação social ao serviço da VERDADE…. Excelente trabalho, Notícias do Norte!!!

    Continuem a trabalhar sempre a favor da VERDADE,… lá onde estiver ela teremos que ser corajosos para a trazer a tona, ………..

    Tinha que dizer!?

  3. Indignado

    Por isso q mim é dod na esse jornal cond es ta caí em cima!
    NN depois bsot passá também lá na Café Mindelo. Praticamente é mesma “coisa” e portanto vê se logo que vai as mesmas perguntas pk lá es ca ta pagas horas nocturas, pior ainda feriados e domingos, INPS q é bom, NADA. Lá ta fetcha mas tarde do que na Morabeza e INPS sabé de tudo isso, ma és ta fca sentot ta esperá!

  4. Revoltante

    Revoltante como os estrangeiros vão para Cabo Verde fazer a festa; Nós, Cabo Verdianos, precisamos acreditar e confiar mais em nós mesmos. Criar empresas, ao invés de deixar que pessoas de fora o façam por nós e depois ditem as regras do jogo.
    Apelo ao jovens Cabo Verdianos que arrisquem, que acreditem que podem mudar a situação do emprego em Cabo Verde, e que podem acabar com a festa destes estrangeiros que vêm de fora com o intuito de explorar (não todos, claro)

  5. Djonsa

    Foi implementado um salário mínimo ou máximo em Cabo Verde? Essa pastelaria não esclareceu os factos apontados pela ex-funcionária Elisabeth. Baixaram ou não o seu salário?

  6. Djonsa

    Não é o salário mínimo que foi implementado em Cabo Verde? Essa pastelaria não esclareceu os factos apontados pela ex-funcionária Elisabeth. Baixaram ou não o seu salário?

  7. Geronimo

    resta saber quem é que dá ” essa permissão” de alguns estrangeiros violar a lei.
    E porque as autoridades não “agem” para colmatar essa situação.
    Fica a dica

  8. Abusoo

    Pois é, quando há falta de trabalho, a estes tipos de abuso! E ninguém reclama por medo de perder o emprego, e ficar na miséria, nos e essa mania de disser “mas vale pouco do que nada”. Ja ouvi muita coisa por parte desta pastelaria, desde um salário injusto, as horas extras que não são pagas, a arrogância dos pt e por ai…. É bom que haja alguém para reclamar, e não só nesta pastelaria, há por ai mais empresas que fazem estes tipos de “abuso”!
    O NN ta de Parabéns, continuem a trabalhar assim!!!

  9. atento

    uma vez, vi, com os meus próprios olhos, um dos srs da pastelaria (um baixinho, acho ser o pasteleiro) a agarrar um funcionária na sua parte genital. ela a varrer ele veio por de trás e agarrou-a, assustando a miúda. depois assustou-se porque não contara com a minha entrada. muita pouca vergonha na pastelaria.

  10. analisa

    verdade e ke es te dze ke nos maior riqueza e recursos humanos mas es me ke te da povo ses devido valor.. ja te na hora de corda e tma fe ke no tem excelentes profissionais e no ke meste ba bsca tud la fora..forsa NN

  11. djay

    Porque falar so de Morabeza ? D favor NN ba tcheca la na Katem, na Algarve, na Stoper, na Café Lisboa, so pa spia se criol tb sabê finta INPS e codigo de trabalho….

  12. ética profissional

    Deve ser a 1a vez que vejo um jornal fazer uma entrevista desta maneira, através de uma notícia, e sinceramente não acho que seja correcto. O jornal está a fazer o trabalho do tribunal? Se há ilegalidades resolvam no tribunal. O jornal não pode nem deve defender uma posição da forma que está a defender neste caso. Podem ter uma opinião, como é natural, mas devem ser imparciais na hora de dar a notícia. Aliás, neste caso correm o risco de estarem a ser injustos. Tentem saber da verdade e transmitam-na a nós leitores quando tiverem certos da notícia que estão a dar. Denúncias não chegam até porque sabemos que todas as pessoas que são despedidas saem revoltadas e podem dizer coisas que não respondem à verdade. Coerência e justiça acima de tudo.

  13. PALHECERIA DE S.V

    JA CANCEI DE LER IGNORÂNCIA DE PESSOAS DE MINDELO QUE ANDAM A COMENTAR ESSAS NOTICIAS… A MUITAS EMPRESAS CABOVERDIANAS … LI DE MINDELO DE MNINE DE MINDELO QUE NÃO PAGA OS FUNCIONARIOS A MESSES . ELES NAO PAGAM INPS NAO PAGAM NADA COM SALARIOS DE 10.000$ , AGORA COMO PASTELARIA É DE PORTUGUES NO TE BEM QUE LADAINHA , QUEM TA LA TA PORQUE QUER NAO VENHAM COM PALAVRA ESCRAVATURA , TEMOS 45 PESSOAS TE TRABAI LA SEGUNDO O QUE ELES DIZEM O Q QUER DIZER TEMOS 45 FAMILIAS

  14. PALHECERIA DE S.V

    cont. ESSES 45 FUNCIONARIOS TRANFORMA NE 45 FAMILIAS QUE PELO MENOS TEM UM SALARIO NESTE CASO DE ESS PESSOA ERA DE 17.000$, QUE NAO É UM SALÁRIO MAU, ATE Q PAGAM BEM , NESTE CASO MELHOR SOLUÇÃO E FETCHA LUGAR E MANDA QUES 45 FUNCIONARIO PA CASA …

    APROVEITO PARA A N.N SAI NE MERCADO E PERGUNAT NE ESS BAR RESTAURANTE XINESES ENTRE OUTRAS EMPRESA QUAI SÃO AS CONDIÇÕES Q FUNCIONARIOS TEM E NAO SO , PA NN BA NE INPS PAS ESPIA TONTE EMPRESA Q DESCONTA SEGURO MAS NAO PAGAM

  15. janine cruz

    Continuo a axar estranho a história. Então eles pagava 17 contos e agora k sai o salário mín kerem descer. Não faz sentido. S kisessem pagar menos antes d salário mín era a altura ideal, não agora… isso faz sentido é para akeles k pagavam menos e tem k mexer para cima. K vao ser muitos e ninguem fala aki. averiguem mas ha aí coisas estranhas. Tambem concordo quando dizem k nao deviam estar só em cima desses e tmb d tds os outros k pagam bem menos, exploram e nada d inps. Ha tantos por aí e nao falam pork?

  16. janine cruz

    Concordo Djay… isto cheira.me a alguma vingança pessoal… tem muita perseguição qnd há tanta empresa a incumprir

  17. PALHECERIA DE S.V

    OUTRA COISA , MI E DE MINDELO NASCIDO E CRIODE LI MAS GENTE SONCENTE NAO SAO BONS INVISTIDORES , BZOT DZEM QUAL CABO VERDIANO Q TI TE INVESTI ???? QUEM SONCENTE É QUE T INVESTI … NINGUEM , SO MANDAMOS BOCA DE BADIU E DE ESTRANGEIROS QUE TE BEM INVESTI LI …

    A ANOS ESS MANDA BOCA Q FOI VENDIDO QUEL ROCHA ONDE FOI FEITO POMBAS BRANCA … QUAL MNINE DE SONCENTE QUAL PESSOA DE SONCENTE TAVA FAZE O Q ESS FAZE LA ? QUEM TAVA TE BA FAZE QL TRABOI BNITE Q FOI FET LA ??? NINGUEM

  18. Manuel Lopes

    Boa noite forum.Não sou muito destas coisas de opinião mas neste caso, quando soube, não resisti a vir cá dar a minha.Antes de mais sou cliente assíduo da pastelaria e inclusivamente costumo falar com os donos e gerentes da mesma.Não acho correcto a tentativa de linchamento público que estão a fazer.Sabemos que há inúmeras empresas em Soncent que não cumprem nem os requisitos mínimos que o direito de trabalho exige. Este grupo é dos únicos que conheço que nos últimos tempos fez alguma coisa para o desenvolvimento económico desta terra.Há outros mas na verdade estão a pegar num dos que fez mais.Trabalha lá muita gente, gente essa que provavelmente estava desempregada antes.Aliás,imaginem só se a pastelaria agora fechasse,para onde iria toda aquela gente?Atrevo-me a responder…para o desemprego.Óbvio que isto é uma bola de neve,está provado que a subida do desemprego está automaticamente ligada a salários baixos devido à relação oferta e procura mas temos que pensar que estamos precisamente a criticar quem teve coragem para investir nesta terra.Nestes últimos 5 anos tem sido terrível.Quantos foram?Conseguem enumerar?Eles estão a prejudicar as pessoas da terra??!!Não acho muito sinceramente e tenho pena desta situação.Força “pasteleiros” e não desistam desta terra,muitas das vezes as pessoas vão atrás do que menos interessa.Assim são as massas.Abraço.Manel

  19. Heriberto

    Pra ajuda que nem tud gente pensá k tud é d vera. Um amiga d minha trabalha nesse lugar. Cond li esse noticia la pergunta le se tud isso era d vera. El dzeme que tem tcheu gente que trabalhava e trabalha li que passa vida prejudica ses patrons. E que ses traboi é normal. Que inps ta dret, tem alimentação e pode levar pão e pasteis limitod pa casa. Tem descont na urgimed mas esse li el ca ta usa. 8 horas traboi ma 6 dias na semana ma dzeme k patron ta paga horas extra desses dia mas. Ma ca cre dzeme desse caso li. So que ses gerente tava pegado mas bety e que bety foe despedida e que recusa recebe ses indmenizacom. Ka cre parece um cose generalizod.

  20. Helder

    Djay…se o inps começar a ver quem não paga ou quem explora o desemprego vai diminuir pois vao precisar de muito mais pessoas a trabalhar para eles para as vistorias. Haha. Esta história não vem de agora. Todos nós sabemos que a maior parte das empresas não cumpre. Tens razão, devia haver acção generalizada e nao so para a morabeza. Se for so para eles é uma gota de agua e é injusto além de não resolver o real problema da nossa sociedade que é o desemprego. Gostava que o jornal abordasse mais esse problema do desemprego. Mais vale as pessoas ganharem algum do que nenhum e andarem na palhaçaria.

  21. Serafina

    Boa NN.
    estas mesmas perguntas divia ser fete na direcao de PALME Lda…. Chei de tchuck ta engordá na gemada e na custa de trabois de otes.
    Te inda es tita deveme dnher de traboi que um faze la… es ca eh portugues ma es ta explora criols demais… Ca tem sabado, domingo, feriado… funcionarios ta trabaia + de 10 h por dia, quaaaaaaase tude dia…es eh uns verdader exploradores ques 2 la… bsot divia ba la entrevista ques gente tude desde limpeza, cuzinha, caixa, balcoms.

  22. djay

    Obrigado “ética profissional” e “PALHECERIA DE S.V”, es fala dreitin.

  23. verdade

    Eu só tenho a dizer que quero a pastelaria aberta,sempre simpáticos aquele pessoal todo..Por causa de um despedimento olhem tanto depoimento contra eles.Por favor minha gente deixem os patrões resolverem isso -Sei que conseguirão .Tanto que já fizeram,agora ninguém vê isso.Olhem o lado positivo tb

  24. Dani

    Não percebo esta forma de agir do jornal. Sou leitor assiduo e defensor de varias causas abordadas. No entanto acho que isto é um exagero. Nunca vi isto. Ê normal surgirem problemas entre entidade patronal e funcionários e acontece todos os dias. Porquê defenderem esta situação e atacarem uma só empresa como se fosse uma guerra? O jornalismo nao deve ser imparcial? A notícia deve informar e nao exercer poder sobre a opiniao do leitor. Ainda por cima parece que nao tem todas as informações confirmadas. Parece que há razoes pessoais misturadas nisto e isso nao é fazer um bom trabalho. Continuem o trabalho que tem feito no passado e passem uma borracha neste erro crasso. Toda a gente tem direito a errar. Aproveitem o erro para crescer. Queremos a verdade nao as suposições

  25. luis

    Olha meu caro não é só por um despedimento mais sim pelos maus tratos que façam com os funcionários,trabalham 10 horas por dia e não tem direitos de comer,trabalham feriados e não recebem este dia de feriado mais sim como um dia normal que não é a lei dos trabalhadores,as vezes sobram comidas do dia anterior os funcionários perguntam se podem comer o gerente disse que não podem comer e a comida vai para o porco em vez de deixarem os funcionários comerem.

  26. Dani

    Luis, como podes afirmar isso? A notícia deve ser sobre a verdade e nao da suposição… s isso for verdade tem de responder na justiça mas tambem estas a assumir que a comida é um direito do trabalhador quando nao é. Se eles dao refeição e deixam levar comida para casa já estao a fazer mais que muitos. Maus tratos? Sinceramente nao me acredito. Conheço os donos e sao pessoas de bem. Nao sao exploradores, racistas ou seja o que for. Inclusivamente tem continuado a investir na nossa terra em vez de fazerem como alguns investidores estrangeiros que levam daqui tudo o que ganham… precisamos de gente como rles aqui e ha gente que se esta a focar no pequeno quando se devia focar no grande… neste caso é o desemprego. Como vamos melhorar a situação da nossa terra se nao temos quem invista e que aposte cá?

  27. Manuel Lopes

    Muita gente pensa que vida de empresário é facil. Ja fui e infelizmente nao correu bem. Tambem por causa destes problemas de recursos humanos. Criticar é muito facil mas fazer melhor é que é de valor. Quem anda por aí a criticar como se fosse dono da opiniao e da razao nao se lança na vida de empresario porque??!! Precisamos de gente para investir. Se o desemprego baixar os salarios vao subir, é essa a tendencia. Troquem a coragem de opinar sobre o que pensam que sabem pela coragem de investir nesta terra maravilhosa que tem tanto para dar. Se nao tiverem essa coragem deixem os que a tem seguir em frente e tentar fazer alguma coisa. Abraco. Mané

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.