Vendeira ambulante agredida pela fiscalização da CMSV

16/05/2014 07:55 - Modificado em 16/05/2014 07:55

vendedoraUma vendedeira ambulante foi agredida , ontem , no Alto Miramar , em São Vicente por um fiscal da CMSV. De acordo com várias testemunhas oculares tudo aconteceu quando os fiscais realizavam o seu trabalho de manter as vendedeiras fora das ruas. O fiscal retirou as mercadorias a uma vendedeira e tentou que está entrasse no carro da fiscalização.

 

Perante a recusa desta os fiscais perseguiram- na e tentaram mete-la a força na viatura . E acabou por ser agredida de acordo com várias pessoas que assistiram ao incidente

A Policia Nacional chegou e levou a vendeira , a sua amiga e a filha desta para a esquadra e assim acalmaram a situação.

Mas ficou o desagrado ,por parte dos presentes , pela da atitude dos fiscais em utilizar a violência física .

  1. Carlos Silva - Ralão

    Para quem é especialista na matéria, os fiscais podem utilizar a força para obrigar uma pessoa entrar, ou apenas apreender a mercadoria? Ou então, se têm de estar acompanhados pela polícia para a apreensão da mercadoria? Alguém poderia me esclarecer??

  2. Num Estado de Direito nem mesma a Policia , salvo em casos extremos tem o direito te bater num cidadão, estamos num Estado de Direito ou numa selva ……onde cada um faz o que quiser porque pensa que pode ….. a instituição deveria ser responsabilizada pelos actos ilícitos da sua equipa …….. porque seu agente deveriam ter formações e sabe como agir e sabe quais as sua competências ………..

  3. não entende o povo as vezes para cima as vezes para baixo todo o mundo tem de fazer o seu trabalho se os fiscais tem de fazer os seus trabalhos tem de fazer a camara municipal criou um espaço para as vendedeiras na praça estrela porque que elas não ficam naquele espaço este espaço e para este fim porque as vendedeiras que saiam a vender pela rua não pagam impostos e as que ficam no mercado pagam todos os dias e porque elas não cumpram a ordem de vender no mercado ai onde todos vendem elas s

  4. Bzod fiscal tem muita mania. Bzot t ftxa oi e kond
    bzod bre. Dpox bzod t dze k tek txeu
    dsempregod na soncent. Se kis snhora tava estod te roba ou da cassi bzod tava txax impune.

  5. João Monteiro D

    Concordo com o dito pelo Sv Atento. E se assim é, em situação alguma o fiscal podia obrigar a Sra.entrar no veículo, utilizando a força. Não tendo competência para tal, o fiscal cometeu graves ilegalidades, violando direitos fundamentais da Sra.(segurança, liberdade, integridade física…). “Em confronto de ilegalidades”, qual é a menos grave, vender ambulante(se calhar sem uma licença que a autorize) ou bater nas pessoas e força-las à entrar numa viatura, sabe-se lá para onde ia e porque razão.?

  6. João Monteiro D

    Um reparo: mesmo que a Sra, não tivesse licença para tal, será apenas uma irregularidade e não uma ilegalidade, sendo esta mais grave em confronto com aquela.

  7. jairson dejgado

    deveriam ouvir os fiscais e esclarecer! penso q algo está mal contado, e informo as pessoas q os fiscais podem aprender as vendas, e qualquer cidadão poderá prender outro cidadão até a chegada da policia desde q este estiver a cometer uma infração. Nunca perguntaram se os fiscais já foram agredidos! Desafio este jornal a informar correctament, visto q os fiscais não costumam dar voz de prisão sem o apoio da policia.

  8. Caro Jairson dejgado

    A sua afirmação não passa de um abusdo para o caso. Até se percebe o que queria dizer, mas não nestas circustâncias. A Questão aqui não é deter o infrator até a chegada das autoridades competentes, até pk não se trata de um crime, mas sim de uma contra-ordenação. E a principal aberração do caso é força-la a entrar no carro do fiscal, é não a mera detenção, caso houvesse lugar. O Sr. não tem domínio desta materia. lol . D. Julia leite, vê-se que você não conhece a realidade social de CV lol.

  9. e complicado e vergonhosa quando pessoas incentiva o desrespeito
    tomada dos passeios e outros
    eu perguntaria a alguns comentarios feito aqui
    se temos leis em cabo verde
    ao se o problema e social

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.