Mindelenses reclamam pelo tempo de espera

15/05/2014 07:50 - Modificado em 15/05/2014 07:50

Foto_inps_1[1]Os mindelenses com quem o NN falou, consideram que alguns funcionários do INPS demoram muito tempo a atenderem as pessoas. Uns dizem que os funcionários falam muito entre si, outros dizem que ficam muito tempo no computador e há quem diga que falam durante muito tempo ao telefone. O certo é que não se sabe o que falam entre si, o que fazem no computador e nem com quem falam ao telefone, mas sabe-se que demoram muito tempo.

Lucélia Miranda disse ao NN que estava à espera há algum tempo e quando chegou a sua vez, o funcionário que a iria atender ficou ao telefone durante muito tempo. “A pessoa saiu e o funcionário fez uma ligação”. Lucélia disse que não sabe com quem o funcionário estava a falar, mas “acho que deveriam atender primeiro quem está aqui e depois falar ao telefone”. Ela diz que na maioria das vezes é bem atendida, mas “há vezes em que os funcionários não nos tratam da melhor forma”.

Ana dos Santos diz que os funcionários atendem as pessoas como querem e quando querem, “falam entre si, mexem no computador, fazem telefonemas, tudo isso pelo tempo que quiserem, depois atendem as pessoas”. Ana acredita que se atendessem as pessoas logo que uma pessoa saísse do balcão, o atendimento seria mais rápido e não haveria reclamações por parte dos utentes.

Sandro Miranda adianta ao NN que os funcionários perdem muito tempo no atendimento, atendendo quando querem. “Há uma semana estive aqui e quando chegou a minha vez, um funcionário que me poderia atender esteve muito tempo no computador e o outro estava ao telefone”. Sandro adianta que, apesar disso, quando foi atendido, a pessoa pediu desculpas e tratou-o bem, mas perdem muito tempo à espera no INPS.

Isaura e João afirmam que esperaram muito tempo para serem atendidos, porque na opinião deles, os funcionários atendem as pessoas devagar, “não havia muita gente, mas esperei muito”.

Tentámos ouvir a reacção do INPS no Mindelo, mas ainda não foi possível.

 

  1. Vannda

    Isso acontece muitas vezes. Sem falar do modo como tratam as pessoas, sobretudo as da terceira idade e ou com um nível de escolaridade baixa. É claro, que nem todos os funcionários agem da mesma forma. Há os sempre atenciosos, que merecem destaque.No mesmo patamar encontram-se o Hospital ,a Camara Municipal ,o cartório e os serviços dos Registos

  2. José Maria Nevada

    Falam demais sim! Atendem com oscilações entre o bom e o medíocre! Há um rapaz que é um pesquisador do seu computador, parece que ele adora o seu computador! ele se encanta com o computador e de vez enquanto ele pára de namorar o seu computador e vê os clientes ou utentes (sei lá) os idiotas, nós que esperamos. e volta ao seu encanto! Já me trataram de forma deselegante, omitindo informações e criando dificuldades! E querem saber mais, aquele sistema de ordenação por serviços é dúbio e injusto!

  3. José Maria Nevada

    Os serviços existem para atender com eficácia, os funcionários devem ter elegância e fino trato…nada de se sentir afrontados porque as pessoas vão procurar o serviço. Ninguém procura os funcionários, a não ser os seus amigos que deixam os documentos, vão dar as suas “voltinhas” e regressam para tomar o que o seu amigo, FUNCIONÁRIO; SERVIDOR PÚBLICO fez para o amigão, enquanto se espera com cara de idiota, até que o sistema se vai embora! País desgraçado este MEU!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.