O exército ucraniano começou uma operação ofensiva sobre os activistas pró-russos

5/05/2014 07:52 - Modificado em 5/05/2014 07:52
| Comentários fechados em O exército ucraniano começou uma operação ofensiva sobre os activistas pró-russos

ucraniaDepois de dois dias de caos e violência, a Ucrânia parece encaminhar-se para uma guerra civil. À morte de 46 activistas pró-Rússia na cidade de Odessa, seguiu-se uma acção militar para tentar conter os rebeldes separatistas.

 

Ontem, uma multidão enfurecida confrontou-se com a polícia em frente do prédio em Odessa onde 46 manifestantes pró-Rússia foram retidos e mortos.

“A multidão está enfurecida. Acusam a polícia de ser mais de direita radical do que polícia verdadeira”, escreveu no Twitter Petr Shelomovskiy, jornalista freelance que tem estado a cobrir a crise desde o início.

Já Howard Amos, outro repórter no campo de batalha, descrevia assim na mesma rede social, o ambiente: “As pessoas continuam a trazer flores e cruzes de madeira para a porta do edifício”.

Entretanto, o exército ucraniano começou uma operação ofensiva sobre os activistas pró-Rússia na cidade de Mariupol, no sudeste do país.

“As tropas deslocaram-se para Mariupol e cercaram um edifício administrativo que está sob o poder de manifestantes antigovernamentais. Os manifestantes montaram barricadas e estão a queimar pneus”, escreve o site “Russian Times”.

 

 

Expresso.pt

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.